sábado, 13/04/2024
SES realiza ações estratégicas em parceria com instituições e secretários municipais de saúde

Com mais uma ação estratégica, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) realizou a primeira reunião de 2023 do Comitê Estadual das Arbovirores que envolve mais de 40 representantes de órgãos da administração pública e de diversos setores privados, no intuito de promover maior mobilização da população e aumento da efetividade das medidas, para que o quadro epidêmico seja menor no Estado, diminuindo os riscos às pessoas e os prejuízos à saúde pública.

O assessor militar na SES, coronel Marcello Fraiha, destacou quanto a importância de as instituições desenvolverem ações que possam ajudar a saúde estadual a mitigar os casos, principalmente, da dengue e chikungunya.  “Nós queremos que todos nos ajudem com esta campanha e realizem ações, dentro das suas capacidades e peculiaridades, na promoção de ações de conscientização”.

Durante o encontro foi apresentado aos participantes, a situação epidemiológica de cada doença, bem como, as ações de trabalho como o desenvolvimento da Programa Wolbachia, além da apresentação da nova campanha oficial do Governo do Estado que reúne diversos materiais de apoio para o desenvolvimento de ações estratégicas.

O Estado lançou em janeiro deste ano a campanha “vença a dengue sem zum zum zum”, onde a ideia foi construir uma campanha que incentivasse a população a praticar o combate efetivo contra a dengue por meio de medidas simples. A campanha traz a personagem da ‘vovó’ que representa a figura do cuidado para nós e que incentiva todos a fazerem medidas simples de combate à dengue que muitos conhecem mas acabam não praticando no dia a dia.

CIB

A SES/MS em parceria com o COSEMS (Conselho de Secretarias Municipais da Saúde) realizou a CIB (Comissão Intergestores Bipartite) com a presença dos 79 secretários municipais de saúde. Entre as principais pautas, esteve o quadro situacional das arboviroses e das síndromes respiratórias aguda graves, além do incentivo financeiro concedido pelo Governo do Estado.

Assim, o Estado instituiu o Programa Estadual de Enfrentamento às Arboviroses (dengue, chikungunya e zika vírus) e a Sazonalidade de Vírus Respiratórios. O ato visa normatizar ações de promoção, prevenção e atenção à saúde e apoio financeiro de custeio aos municípios para o enfrentamento das arboviroses e vírus respiratórios. O pacote oferecido aos municípios será de R$ 13 milhões para auxiliar os 79 municípios do Estado.

Rodson Lima, SES