terça-feira, 28/05/2024
Secretaria de Saúde orienta população sobre cuidados para evitar dengue, zika e chikungunya

Para evitar o descuido da população na folia e no feriado prolongado de Carnaval, a SES (Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul) lançou uma campanha orientando a população a reservar pelo menos 15 minutos do dia para limpar a casa, quintais e terrenos a fim de evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, principal agente transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

Para o secretário estadual de Saúde, Maurício Simões Corrêa, os cuidados precisam continuar, principalmente, em razão das fortes chuvas que atingem o Estado. “As pessoas precisam fazer a sua parte. O combate à Dengue é um dever do Estado, mas é uma tarefa de cada cidadão”.

Em parceria com os municípios, a SES tem realizado ações contínuas voltadas ao enfrentamento do mosquito Aedes aegypti. O entendimento é de que a população já sabe o que deve fazer na casa, quintal e nos terrenos baldios, mas que sempre há a necessidade de reforçar o lembrete para que não deixem esses cuidados para depois.

Estima-se que cerca de 80% dos focos de proliferação do mosquito estão nas casas, por isso, a importância de se cuidar de todos os espaços.

A SES informou que realiza ao longo do ano capacitações com os 79 municípios nas áreas epidemiológica e de vetores do Governo do Estado.

Confira as dicas:

• Evite água parada, em qualquer época do ano;

• Mantenha bem tampado tonéis, barris de água e caixas d’agua;

• Guarde pneus em locais cobertos;

• Remova galhos e folhas de calhas;

• Não deixar água acumulada sobre a laje;

• Encha pratinhos de vasos com areia até a borda ou lave-os uma vez por semana e faça sempre a manutenção de piscinas.

• Feche bem os sacos de lixo e não deixe ao alcance de crianças e animais.

Além disso, é importante trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana; colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas; manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo; tampar ralos; catar sacos plásticos e lixo do quintal, entre outras medidas que impeçam o acúmulo de água e de sujeiras.

Rodson Lima, SES