quarta-feira, 21/02/2024

Saúde oferece capacitação ao ACS no cuidado da má nutrição na Atenção Primária

Saúde oferece capacitação ao ACS no cuidado da má nutrição na Atenção Primária

A SES (Secretaria de Estado de Saúde), por meio da ETSUS (Escola Técnica do Sistema Único de Saúde) Professora Ena de Araújo Galvão, em parceria com o OCCA (Observatório de Condições Crônicas e Alimentação) da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) oferecem o curso ‘O Agente Comunitário de Saúde no Cuidado da Má Nutrição na Atenção Primária’.

Com práticas rotineiras de VAN (Vigilância Alimentar e Nutricional) na APS (Atenção Primária à Saúde), o ACS exerce papel fundamental junto à população no enfrentamento da má nutrição e o curso auxiliará no fortalecimento do cuidado nutricional na APS e instrumentalizar o ACS para que a atuação interprofissional seja mais resolutiva.

Conforme a coordenadora do OCCA/UFMS e idealizadora do curso, Dra. Camila Mazzeti, a questão da VAN tem sido um ponto de discussão de como viabilizar melhor sua prática e como usá-la de fato como ferramenta de cuidado e de gestão em saúde e o ACS é peça vital do SUS (Sistema Único de Saúde).

“É no ACS que encontramos o elo com a população, é ele que tem licença para entrar nas casas, é ele quem conhece a realidade do dia-a-dia do usuário. O cuidado contra a má nutrição deve ser de todos os trabalhadores do SUS, principalmente da APS. Portanto pensamos em um curso simples e rápido para que os agentes conheçam a VAN e a gente possa avançar ainda mais no cuidado da obesidade me Mato Grosso do Sul”.

Para a superintendente da APS da SES, Karine Cavalcante da Costa, a oferta desse curso é fundamental como subsídio para o trabalho do ACS, uma vez que o estado apresenta uma situação nutricional preocupante no tocante ao sobrepeso e obesidade em mais da metade de sua população, mas também convivendo com situações pontuais de desnutrição em populações específicas.

“Para o enfrentamento deste cenário o ACS, em conjunto com a equipe multiprofissional, é a estratégia resolutiva nas melhores evidências científicas para mudança de forma a fomentarmos a promoção da saúde e prevenção destes agravos, criando ambientes favoráveis à saúde nos quais o indivíduo e comunidade possam exercer o comportamento saudáveis”.

O objetivo do curso é abordar temas como a avaliação nutricional da comunidade através do peso, da altura, além da importância da alimentação saudável na Atenção Primária.

Segundo o diretor da ETSUS, Newton Gonçalves de Figueiredo, a capacitação vai de encontro com o Curso Técnico de ACS que já é oferecido pelo Ministério da Saúde. “Tudo isso vai ajudar o ACS em sua atuação de promoção e prevenção dentro das famílias daquele território, de acordo com cada realidade. O que impressionou foi a quantidade de adesão por parte dos agentes comunitários”.

Voltado aos ACS (Agente Comunitário de Saúde), o curso é disponibilizado de forma on-line e gratuita através da Plataforma Moodle.  Possui carga horária de 40 horas e pode ser acessado por profissionais de todo o Brasil.

Para efetivar a matrícula no curso é necessária a realização de cadastro na plataforma Moodle e em seguida criar uma conta, acessando o link:

Os alunos que já possuem o cadastro na plataforma devem realizar a inscrição no curso acessando o link:

Kamilla Ratier, SES