sexta-feira, 24/05/2024
Saúde cria ofensiva para mitigar casos de chikungunya e dengue na fronteira

O Governo de Mato Grosso do Sul, com apoio da equipe técnica do Ministério da Saúde, representantes do município de Ponta Porã, além de uma comissão técnica do Paraguai, estiveram reunidos na tarde de terça-feira (21), para discutir medidas resolutivas para conter os avanços de casos de chikungunya que ocorrem principalmente na região de fronteira.

O Paraguai tem registrados alta incidência da doença e a SES (Secretaria de Estado de Saúde) analisa medidas para mitigar a doença na região.

Para o coordenador estadual de Controle de Vetores, Mauro Lúcio Rosário, o encontro foi positivo porque permitiu realizar troca de informações e compreender a situação tanto do Paraguai quanto do município de Ponta Porã.

“Foi positivo porque precisamos achar uma solução imediata para evitar que ocorra novos casos no Estado. A reunião permitiu a troca experiência e que entendêssemos sobre o que cada um está fazendo para conter os casos, principalmente, no Paraguai. E saber sobre o que está faltando para a gente alinhar as ações de enfrentamento da chikungunya e também a dengue”, destaca.

Outro ponto destacado pelo coordenador foi quanto a participação da população, principalmente, dos municípios da região da fronteira.

“É importante que a população compreenda a importância do trabalho do agente de saúde, que ela receba não somente o servidor, mas que receba as orientações de prevenção que ele repassa. É importante que o agente de saúde faça uma visita domiciliar resolutiva”.

Como medida de contenção, a SES está disponibilizando larvicidas biológico para a visita domiciliar para os 79 municípios e inseticida específico para Ponto Estratégicos. Além de realizar capacitações de campo em conjunto dos municípios de fronteira.

Durante o encontro ainda foi pactuado a criação de um Comitê de Enfrentamento entre Brasil e Paraguai, objetivando a integração de ações mitigadoras no combate às arboviroses.

COE das Arboviroses

Assim como o Ministério da Saúde, a SES/MS instalou o COE (Centro de Operações de Emergência) de combate às Arboviroses.

“O Governo do Estado criou o COE e estamos junto com os municípios, em especial neste momento, com Ponta Porã, realizando ações para entender o quadro situacional da chikungunya. Os agentes de saúde de Ponta Porã passaram por capacitação técnica com a realização de prática em campo para que possamos mitigar novos casos da doença. Nós precisamos desenvolver ações de controle em toda a linha de fronteira. E para isto, estamos recebendo todo o apoio da equipe técnica do Ministério da Saúde”, pontua Mauro.

A equipe técnica do Ministério da Saúde está na região acompanhando os casos e avaliando a situação para auxiliar na tomada de decisões em conjunto com o Estado e o município de Ponta Porã. Mato Grosso do Sul está entre os estados brasileiros que foram priorizados pelo COE das Arbivores do Ministério da Saúde.

O objetivo da avaliação técnica é priorizar as demandas e realizar a promoção dos serviços oferecidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde). O Ministério da Saúde realiza visita técnica em Mato Grosso do Sul desde segunda-feira (20) e segue no Estado até sexta-feira (24). A equipe ainda continuará nesta quarta-feira (22), realizado ações no município de Ponta Porã.

Rodson Lima, Comunicação da SES
Foto: Divulgação/SES