sábado, 2/03/2024

Governo Federal inaugura Polo Base do Dsei em Dois Irmãos do Buriti

Nesta quarta-feira (31), o Governo Federal inaugurou em Dois Irmãos do Buriti o primeiro Polo Base do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) do município. Marcado por manifestações de agradecimento e de reivindicação, o evento contou com a presença do secretário nacional de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Ricardo Weibe Tapeba, e do deputado federal Vander Loubet, coordenador da bancada de Mato Grosso do Sul no Congresso Nacional.

Durante seus discursos, a maior parte dos caciques e lideranças lembraram da luta pela conquista de espaços e oportunidades, principalmente no âmbito político.

Vander destacou que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi o primeiro a dar espaços de governo para os povos indígenas, criando o Ministério dos Povos Originários, sob comando da ministra Sônia Guajajara.

“O que está acontecendo hoje aqui é fruto da luta dos nossos irmãos indígenas, mas também é fruto da grande vitória que tivemos com a eleição do presidente Lula. O que queremos é recuperar o tempo perdido e construir políticas públicas que atendam nossos parentes indígenas, além dos quilombolas e agricultores familiares”, disse o parlamentar.

O Polo Base é uma estrutura física de apoio técnico e administrativo à equipe do Dsei no município. Entre suas funções, estão a de armazenamento de medicamentos; armazenamento de material de deslocamento para outras áreas indígenas; comunicação via rádio; investigação epidemiológica; elaboração de relatórios de campo e sistema de informação; coleta, análise e sistematização de dados; planejamento das ações das equipes multidisciplinares na área de abrangência; organização do processo de vacinação na área de abrangência, entre outras.

Dois Irmãos do Buriti abriga atualmente sete aldeias da etnia Terena: Aldeia Água Azul, Aldeia Barreirinho, Aldeia Buriti, Aldeia Nova Buriti, Aldeia Olho D’Água, Aldeia Oliveira e Aldeia Recanto. A estimativa é que nessas comunidades vivem cerca de 2.500 indígenas, o que representa quase 23% da população do município.

A atividade contou com a presença do prefeito Wlademir de Souza Volk (o Japão), do coordenador do Dsei-MS, Lindomar Terena, do superintendente do Ministério da Saúde em Mato Grosso do Sul, Ronaldo de Souza Costa, e de lideranças das aldeias indígenas do município.