segunda-feira, 4/03/2024

Comissão de Combate ao Câncer faz audiência sobre a campanha o Outubro Rosa

Uma mulher com uma camisa rosa e um laço rosa em cima da mama lembra a campanha de combate ao câncer de mama

29/09/2023 – 13:45  

Getty Images

O Inca estima que mais de 66 mil mulheres tiveram câncer de mama em 2022

A comissão especial da Câmara dos Deputados que acompanha as ações de combate ao câncer no Brasil promove audiência pública na terça-feira (3) sobre a campanha Outubro Rosa.

O debate será realizado no plenário 9, a partir das 14h30, a pedido da relatora da comissão, deputada Silvia Cristina (PL-RO).

A campanha é promovida todos os anos e busca conscientizar as mulheres e toda a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Números da doença
Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil, excluídos os cânceres relacionados a tumores de pele não melanoma, o câncer de mama é o que mais atinge mulheres de todas as regiões, com taxas mais altas nas regiões Sul e Sudeste.

O câncer de mama é também o tipo que mais mata na população feminina em quase todas as regiões do Brasil. A exceção é a região Norte, onde o câncer do colo do útero ocupa essa posição.

 

 

Outubro Rosa
A campanha Outubro Rosa começou nos Estados Unidos, quando vários estados realizaram ações sobre o câncer de mama.

Já o laço rosa, que depois virou símbolo da campanha, foi distribuído pela primeira vez pela Fundação Susan G. Komen for the Cure aos participantes de uma corrida, em Nova Iorque, na década de 1990.

No Brasil, o primeiro ato relacionado à campanha aconteceu em 2002, na cidade de São Paulo, com a iluminação do Obelisco do Ibirapuera, de rosa. De lá para cá, virou tradição iluminar monumentos de rosa no mês de outubro, em adesão à campanha.

Samuel de Souza/Câmara dos Deputados

A Câmara e o Senado costumam aderir à campanha do Outubro Rosa

Da Redação – ND