segunda-feira, 26/02/2024

Campanha de Multivacinação de crianças e adolescentes termina neste sábado em MS

Secretaria de Saúde desenvolve ações com objetivo de elevar coberturas vacinais no Estado

Termina neste sábado (23) a Campanha de Multivacinação para a atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade. A campanha é uma realização da SES (Secretaria de Estado de Saúde), com apoio do Ministério da Saúde, e acontece nos 79 municípios do Estado.

 A coordenadora de Imunização da SES, Ana Paula Rezende Goldfinger, lembra que para os pais ou responsáveis que ainda não levaram as crianças e adolescentes para vacinar, ainda dá tempo. “Quem ainda não levou seus filhos, procurem as unidades de saúde para fazer a atualização da carteira vacinal. Essa campanha é para realmente resgatarmos e atualizarmos a caderneta vacinal, especificamente desta população. Para isso, é essencial que todos compareçam aos serviços de saúde”.

A Campanha de Multivacinação, para todas as crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade, teve início no dia 9 de setembro e segue até amanhã, dia 23. A vacinação é gratuita e disponibilizada pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em todas as unidades de saúde do Estado.

Todos os municípios do Estado já estão abastecidos com os imunizantes e deram início à Campanha de Multivacinação, que é uma forma de garantir o controle e eliminação de doenças como a poliomielite, sarampo, rubéola, febre amarela e varicela (catapora), e que podem ser prevenidas com a atualização da caderneta de vacinação.

Confira as vacinas disponíveis:

Para crianças

BCG; Hepatite B; Rotavírus humano (VRH); DTP+Hib+HB (Penta); Pneumocócica 10 valentes; Meningocócica C (conjugada); Febre Amarela (Atenuada); Sarampo, Caxumba, Rubéola (SCR); Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela (SCRV); Hepatite A (HA); Difteria, Tétano, Pertussis (DTP); Difteria, Tétano (dT); Papilomavírus humano (HPV); Varicela; Pneumocócica 23-valente (Pncc 23*), vacina indicada para população indígena a partir dos cinco anos de idade.

Para adolescentes menores de 15 anos

Hepatite B (HB recombinante); Difteria, Tétano (dT); Febre amarela (Atenuada); Sarampo, Caxumba e Rubéola (SCR); Papilomavírus humano (HPV); Meningocócica ACWY (conjugada); Pneumocócica 23-valente (Pncc 23), vacina indicada para população indígena.

MS Vacina Mais

Concomitante à Campanha de Multivacinação, a SES realiza até o dia 30 de setembro o Projeto ‘MS Vacina Mais’. Conforme o gerente de Imunização da SES, Frederico Jorge Pontes de Moraes, o incentivo foi para cada sala de vacina do Estado a fim de oportunizar ações estratégicas para o acesso da população à vacina.

“O Projeto MS Vacina Mais vem acontecendo desde o mês de agosto e vai até o dia 30 de setembro. O projeto enviou incentivo financeiro aos municípios para que fizessem atividades diferenciadas de acesso à vacinação, promovendo horário estendido, funcionamento em horário de almoço, pontos de vacinação em locais de grande circulação de pessoas, vacinação nas escolas, enfim, estratégias diferenciadas para aumentar as coberturas vacinais com oferta das vacinas, não somente do calendário vacinal, mas também as vacinas de campanha da Covid-19 e Influenza”, ressalta Moraes.

Instituído em caráter provisório, o Projeto ‘MS Vacina Mais’ estabeleceu por meio de duas resoluções (Resolução nº 43/SES/MS de 23 de junho de 2023 e a Resolução n. 62/SES/MS de 04 de agosto de 2023) os critérios e o fluxo para o repasse de incentivo financeiro estadual de custeio para o fortalecimento das ações de vacinação dos municípios em Mato Grosso do Sul.

Ao todo, o Estado disponibilizou o total R$ 3.175.500,00 o qual deverá ser empregado exclusivamente para pagamento de incentivo financeiro aos trabalhadores de saúde das secretarias municipais de saúde, designados para atuarem nas salas de imunização, a fim de custear plantões e horas extras, com o intuito de fortalecer e expandir as ações de imunização, possibilitando a realização de estratégias que contribuam para a melhoria das coberturas vacinais no Estado.

A Resolução nº 43/SES/MS estabeleceu como parâmetro de avaliação de incremento da cobertura vacinal das vacinas pactuadas no PQA-VS (Programa de Qualificação da Ações de Vigilância em Saúde) o alcance de incremento nos dois meses a partir da data de extração de 15% ou alcance de 95% nas quatro vacinas: Pentavalente, Poliomielite, Pneumocócica e Tríplice Viral, além da necessidade de alcance da meta de 90% de cobertura vacinal na Campanha Nacional de Influenza para os grupos prioritários como crianças, idosos, gestantes, puérperas, professores e profissionais da saúde.

De modo adicional, conforme estabelecido na Resolução n. 62/SES/MS, os municípios estão realizando ações programadas no projeto ‘MS Vacina Mais Drive-Thru’, que se trata de uma estratégia conjunta com a Secretaria de Segurança Pública para alocação de pontos de vacinação na estratégia extramuros nas unidades Militares e locais de grande circulação de pessoas.

Kamilla Ratier, SES

Foto: Bruno Rezende