sábado, 13/04/2024
Reunião Extraordinária. Dep. Reginaldo Lopes(PT - MG)

09/03/2023 – 13:47  

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Colegiado é coordenado pelo deputado Reginaldo Lopes

O grupo de trabalho sobre a reforma tributária (PECs 45/19 e 110/19) promoverá duas audiências públicas na semana que vem para tratar do diagnóstico do atual sistema e para conhecer as melhores práticas internacionais.

O primeiro debate, sobre o modelo brasileiro vigente, ocorrerá na quarta-feira (14) e contará com as presenças do ex-ministro da Fazenda Mailson da Nóbrega e do consultor do Banco Mundial Eduardo Fleury. Também foram chamados os ex-deputados Luiz Carlos Hauly e Alexis Fonteyne, que atuaram pela reforma em seus mandatos.

Em uma das reuniões do GT neste ano, Fonteyne pediu empenho dos atuais parlamentares para aprovar a mudança na legislação tributária. “Quando tiverem momentos difíceis da discussão, lembrem-se do atual sistema, do quanto ele é ruim e prejudica o nosso País. Estamos há mais de 30 anos lutando pela reforma”, disse.

Na quinta-feira (15), será a vez de o grupo de trabalho discutir boas práticas tributárias adotadas mundo afora. Serão ouvidos especialistas como Ricardo Varsano, do Fundo Monetário Internacional (FMI), e Francisco Gallardo, conselheiro de Finanças da Embaixada da Espanha.

As duas audiências serão realizadas no plenário 2, às 14h30. Na próxima semana, integrantes do grupo também devem se reunir com o ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin.

Novos temas
O coordenador do GT, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), acrescentou que a ideia é convidar mais estudiosos para serem ouvidos dentro do prazo de funcionamento do colegiado. Alguns temas pré-aprovados têm sido inclusive ampliados.

“Quando formos debater a perspectiva distributiva da reforma, incluiremos itens como empregabilidade e questões de raça e gênero”, exemplificou.

O Grupo de Trabalho da Reforma Tributária deve apresentar relatório até o dia 16 de maio.

 

 

Reportagem – Sílvia Mugnatto
Edição – Marcelo Oliveira