quarta-feira, 19/06/2024
Vereadores votam projeto de Ronilço Guerreiro que transforma Calçadão da Barão em Patrimônio de Interesse Cultural

11.12.2023 · 2:11 · Vereador Ronilço Guerreiro

Será votado na sessão de amanhã da Câmara Municipal de Campo Grande o projeto de lei n. 10.989/23 que institui o Calçadão da Rua Barão do Rio Branco, entre a Avenida Calógeras e a Rua 13 de Maio, como Patrimônio de Interesse Cultural de Campo Grande. A proposta tem autoria do vereador Ronilço Guerreiro.

“Na verdade, só queremos oficializar algo que é histórico, pois essa parte da Barão do Rio Branco sempre foi o ponto da cultura, dos grandes discursos, do nascimento de nomes da política e durante muito tempo foi o ponto de encontro do campo-grandense. Mas hoje está em situação de quase abandono, sem incentivo e sem atividades culturais. Queremos e vamos mudar isso”, disse o vereador.

Guerreiro justifica sua proposta ressaltando que, segundo historiadores, a Rua Barão do Rio Branco é considerada como o primeiro corredor cultural e comercial de Campo Grande. Além disso, lembra que a Barão é a única rua do perímetro central histórico que tem o mesmo nome desde sua projeção, em 1909, citando o relato do escritor Paulo Coelho Machado no livro “Pelas Ruas de Campo Grande”.

De acordo com o vereador é necessário retomar o pensamento da construção do Calçadão, quando ele foi pensado para ser não só um espaço de convivência, mas, também, um espaço cultural, onde, ali são desenvolvidas várias atividades culturais, tais como: dança, música, teatro, capoeira, artesanato, exposições de livros, etc.

“Nosso centro precisa de vida, de atração cultural e Campo Grande precisa desses espaços para manifestações artísticas. É hora de dar a cultura o que é da cultura e vamos trabalhar para que esse projeto seja aprovado, sancionado e que não seja lei de papel”, destacou o vereador.

O vereador lembra que semanalmente está na Barão com o projeto Livros Carentes e que tem acompanhado o abandono do local. “Tem duas décadas que todos os sábados estou no Calçadão e vejo que as pedras estão soltando, muitas vezes tem sujeira, mato, etc. Precisamos preservar esse local tão importante”.

Assessoria de Imprensa do Vereador