Campo Grande-MS
terça-feira, 23/07/2024
Vereador Zé da Farmácia se posiciona a respeito das ameaças nas escolas de Campo Grande

12.04.2023 · 11:17 · Vereador Zé da Farmácia

Desde o episódio da semana passada em Blumenau, mensagens de ameaça às escolas têm sido amplamente compartilhadas nas redes sociais. A situação tem gerado verdadeiro pânico em pais e responsáveis, que inclusive tem afastado as crianças da escola. O vereador Zé da Farmácia cita com preocupação todo este contexto – “Temos que ficar de olho em nossas crianças, verificar o que eles fazem e quem seguem na internet. A nossa função como pais é ter o mínimo de controle sobre isso”.

Crianças e adolescentes são sujeitos de direitos e devem ser tratados com prioridade absoluta nas políticas de saúde. Esses direitos estão consolidados no ordenamento jurídico brasileiro, mas, por vezes, são ameaçados pela violência difundida no tecido social, que afeta especialmente crianças, adolescentes e suas famílias. A violência resulta em altos custos econômicos e sociais para a sociedade, e também tem profundos efeitos emocionais nas famílias, devido ao impacto que tem na saúde, na qualidade de vida e nos anos potenciais de vida perdidos.

Segundo o Vereador, as ações apresentadas até agora na câmara, por mais que tenha um bom objetivo e intenção, não resultarão ainda em um fator que trará segurança aos pais e alunos – “Porta de metais, botão e segurança…todas essas ações podem muito facilmente serem burladas pelos próprios alunos. Caso alguém queira realmente agir, não serão essas medidas
que vão segurar” salienta o parlamentar.

O quantitativo da guarda municipal, que obteve um chamado há poucos dias em Campo Grande, poderiam servir como base para essas escolas e creches com um maior nível de más condutas (bullying, violência e ameaça). Segundo o parlamentar, seria essa a melhor conduta a ser tomada no momento – “Além de um acompanhamento mais próximo as condutas das crianças na internet, a presença física diária de uma guarda municipal impediria quaisquer movimentações de ameaças, ou até mesmo atos violentos dentro dessas unidades de ensino. Essa é uma norma de política pública, ou seja, a responsabilidade de se manter a segurança também deveria ser”.

Assessoria de Imprensa do Vereador

  • Campo Grande, 150 anos de História