quinta-feira, 13/06/2024
Vereador Professor André Luis leva demandas do transporte público à Agência Municipal de Transporte e Trânsito

27.05.2024 · 5:13 · Vereador Prof. André Luis

Clique na imagem para ver a galeria completa

O vereador Professor André Luis se reuniu, na manhã desta segunda-feira (27), com o diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Paulo da Silva, e com Luiz Alencar, que está à frente da Diretoria de Transporte e Mobilidade Urbana da Agência, para apresentar demandas de melhoria para o trânsito e o transporte coletivo em Campo Grande.

Durante o encontro, o vereador expôs algumas situações que afetam o cotidiano de quem depende de ônibus para se locomover pela cidade, como a superlotação e a falta de fiscalização em alguns pontos, com destaque para as condições do serviço prestado para os moradores do Jardim Noroeste.

Por lá, os usuários do transporte público sofrem com ônibus lotado e a falta de cobertura em algumas paradas. Em razão das ruas sem asfalto ficarem intransitáveis em dias de chuva, a rota de circulação dos veículos dentro do bairro foi modificada, deixando o caminho mais longo para passageiros.

Outra queixa comum entre os moradores é a suspensão da linha Leon Denizard Conte (nº 524), que passava pelo Centro de Campo Grande e auxiliava a locomoção dos moradores para os pontos mais distantes da cidade.

Ainda durante a pandemia de Covid-19, quando diversas linhas foram suspensas ou modificadas, a linha Nova Bahia (nº 526) também saiu de circulação. Atualmente, o bairro é atendido pelas linhas Leon Denizart Conte (nº 517) e pela Noroeste/Aguadinha (nº 519), que passa pela estação do Hércules Maymone.

Além disso, os passageiros ainda contam com a linha Noroeste/Serraville (nº 520), que faz o circuito até o Centro da cidade.

Luiz Alencar informou que em relação às linhas não há muito o que ser feito, já que foram retiradas do itinerário por falta de demanda da população. Segundo o diretor de Transporte e Mobilidade, o número de passageiros caiu após o período pandêmico e não compensa retornar com as linhas suspensas.

A falta de fiscalização na estação de embarque e desembarque em frente à Escola Estadual Hércules Maymone também foi pauta durante a reunião. Por ficar próximo à uma escola, a circulação é intensa nos horários de entrada e saída de alunos, o que demanda maior investimento tanto no supervisionamento quanto na segurança do local.

Em relação a este pedido, o diretor-presidente afirmou que irá acompanhar a situação, mas, certas situações estão mais ligadas à atitude do usuário, que precisa ter consciência do que é certo e errado fazer no local de uso público.

“Todas essas demandas são muito importantes porque temos que gerir o transporte coletivo de forma que incentive as pessoas a deixarem o carro em casa e andarem de ônibus. Em consequência, haveria uma redução no número de veículos nas ruas, impactando positivamente no reordenamento do trânsito e na qualidade de vida das pessoas”, afirmou André Luis.

O vereador aproveitou a oportunidade para solicitar que sejam implantadas faixas elevadas em frente às escolas que ainda precisam deste recurso, que é tão importante para garantir a segurança dos estudantes e população em geral.

Ana Clara Santos
Assessoria de Imprensa do Vereador