quarta-feira, 24/04/2024
Vereador Beto Avelar alerta para os crimes contra homossexuais em Campo Grande

10.03.2023 · 10:08 · Vereador Beto Avelar

Parlamentar explica que a situação tem se agravado nos últimos anos. Assassinato de mestrando da UFMS é mais um caso que atinge a população LGBTQIA+

O vereador Beto Avelar (PSD) destacou na Câmara Municipal o medo em relação à violência contra a população LGBTQIAP+ em razão dos casos de violência motivados pela orientação sexual. A manifestação do parlamentar ocorreu após o assassinato de Danilo Cezar de Jesus Santos, de 29 anos, que teve o corpo encontrado três dias após o desaparecimento e o início das buscas por informações.

“Eu tenho um filho que é homossexual e que trabalha como dj à noite. Todo os dias quando ele sai de casa para trabalhar, eu tenho medo como a dona Maria, mãe do Danilo, que foi brutalmente assassinado. A minha preocupação como pai está na maldade do ser humano, das pessoas tratarem de forma pejorativa e violenta em razão da sexualidade dele”, explica Beto Avelar.

O parlamentar enfatiza que o assunto deve ser tratado como prioridade na Capital pois o último levantamento do Dossiê de Mortes e Violências contra LGBTI+ no Brasil, publicado em 2022, coloca Mato Grosso do Sul como o terceiro Estado com terceiro estado do país com maior índice de mortes violentas de pessoas lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersexo (LGBTI+).

Beto Avelar também relembrou o caso do cirurgião dentista Gustavo Lima, de 27 anos, que trabalhava voluntariamente na vacinação e foi vítima de homofobia em agosto de 2021. Uma mãe disse ao profissional que não queria que a filha fosse vacinada por ele ser gay. A agressão verbal, o preconceito e a violência psicológica levaram Gustavo à depressão e ao suicídio dois meses depois.

“Como pai, a preocupação que devemos ter é com a criminalidade e a maldade que foi feita com o Danilo no final de semana. É importante tratar deste assunto para que esse caso não seja apenas mais um na estatística. Eu quero essa conscientização em nossa sociedade e o fim do preconceito”, conclui o vereador Beto Avelar.

Marcelo Pereira
FOTO: Izaías Medeiros – CMCG