quinta-feira, 25/04/2024
Na Tribuna, empresário sugere projeto-piloto para retirar fios soltos de postes e evitar acidentes

11.04.2023 · 11:54 · Palavra Livre

Clique na imagem para ver a galeria completa

Imagens e vídeos de acidentes com fios soltos nos postes foram exibidos durante a sessão ordinária desta terça-feira (11) para mostrar os riscos desta irregularidade. Francisco Vilar Marcondes ocupou a Tribuna da Câmara Municipal de Campo Grande para falar sobre o trabalho da Rede Limpa, empresa prestadora de serviço, que realiza a retirada de fios de telecomunicações que não estão sendo utilizados em postes de energia elétrica. Ele sugere um projeto-piloto para ampliar esse trabalho na Capital. O convite para falar do tema foi feito pelo vereador Papy.

Ele recordou da Lei Complementar 348/19, que “dispõe sobre a obrigatoriedade da empresa concessionária de serviço público de distribuição de energia elétrica e demais empresas ocupantes de sua infraestrutura a se restringir à ocupação do espaço público dentro do que estabelece as normas técnicas aplicáveis e promover a regularização e a retirada dos fios inutilizados, em vias”. A legislação prevê 150 dias para regularização dos cabos e previsão de multa em caso de descumprimento.

“A Rede Limpa quer solucionar esse problema, quer trabalhar para resolvermos juntos essa questão, com um projeto-piloto no Brasil”, afirmou Marcondes. A empresa promove a retirada dos chamados “fios mortos”, que não estão mais sendo utilizados. Na Tribuna, ele lembrou da dificuldade da população em saber se o fio solto é da concessionária de energia ou da operadora de energia. Hoje, por conta de restrições legais, a empresa Rede Limpa pode atuar apenas em condomínios, mas defende a necessidade de um contrato para que esse serviço seja ampliado para toda a cidade, de forma mais célere.

Outro alerta é sobre os riscos dos fios instalados de forma incorreta, tanto pela fiação estar baixa, podendo ser derrubada por um caminhão, atingindo pedestres ou motociclistas. Casos de choque elétrico ocorridos no país foram recordados. Há ainda a problemática da poluição visual.

O vereador Papy, autor do convite para que o representante do Rede Limpa fale na Tribuna, ressaltou a importância de abrir a Casa de Leis para que “a população tenha espaço de voz”. O vereador recordou da situação reclamada por moradores de condomínio no Bairro Tijuca, em que há série de fios em um único poste. “Há tanto fio e as empresas de telefonia foram instalando de forma indisciplinada e displicente. Choveu muito e os moradores começaram a ter problemas com a energia”, disse. O vereador salientou a necessidade de solução para esse problema enfrentado, com uma ação para toda a cidade.

Serviço – Quem quiser conhecer mais sobre a Rede Limpa pode acessar

Milena Crestani
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal