quinta-feira, 25/04/2024
Moradores cobram soluções para alagamentos na região do Água Limpa Park

15.03.2023 · 11:41 · Audiência Pública

Moradores e representantes de bairros da Região Urbana do Segredo pediram, durante audiência pública nesta quarta-feira (15), soluções para os problemas causados pelas fortes chuvas que atingem a área. A lagoa de contenção da água da chuva no bairro Água Limpa Park está assoreada e com tubo de drenagem tapado, causando transbordamento. Algumas casas já foram atingidas e a comunidade tem sofridos seguidos prejuízos.

“Nosso problema é a falta de cuidado. A Prefeitura poderia dar um apoio maior nessas áreas públicas, áreas verdes. Assim, não teríamos esse tipo de problema. Foi um desleixo de anos. É preciso fazer essa manutenção para que o povo se sinta cuidado. Nós limpamos nosso quintal, cuidamos da nossa calçada, mas a nossa Prefeitura deixa a desejar no tocante às áreas públicas”, reclamou o Conselheiro da região, Vagner Virme Dolci.

“Vivemos um momento muito difícil na cidade com essa chuvarada, que vem trazendo grandes transtornos na nossa região. E não é só ali na região do Jardim Seminário. Queremos que os vereadores busquem, junto à comunidade, a resolução dos problemas. Temos ali vários locais que passam por esses problemas”, continuou o presidente do Conselho Regional da Região Urbana do Segredo, José Geraldo Balejo Jara.

A audiência foi convocada pela Comissão Permanente de Meio Ambiente, composta pelos vereadores Zé da Farmácia (presidente), Silvio Pitu (vice), Dr. Jamal, Betinho e Prof. André Luís. Moradores relatam descaso no cuidado com a lagoa. Além disso, restos de construção também estariam sendo depositados no local.

Segundo a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), nestes casos, a Decat (Delegacia de Crimes Ambientais) é acionada. “Quando há algum problema, oficializamos a Delegacia de Crimes Ambientais para que faça a investigação, para que tome as providencias legais acerca daquele crime. A comunidade tem que abraçar e preservar. A educação ambiental tem que ser disseminada nos bairros. A população precisa se apropriar, denunciar”, disse Eder Janeo, que representou a pasta.

Para o titular da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), Domingos Sahib Neto, a população também precisa se conscientizar. “A Sisep está sempre pronta, atendendo as demandas da população dentro de suas condições. A sociedade precisa saber que tem suas obrigações nisso. A Sisep tem ampliado seu trabalho com limpeza de bocas de lobo. Mas, não podemos negar que existe um passivo dessa drenagem a ser feita. Isso vem trazer alguns aspectos que a sociedade precisa entender”, pontuou.

Em sua fala, o vereador Prof. André Luís lembrou que erros cometidos por administrações passadas precisam ser corrigidos. “O tempo da natureza é diferente do tempo da gente. Houveram erros, e temos que corrigir e correr atrás. Tem que ter mais planejamento urbano: não permitir abrir loteamento em Campo Grande sem toda infraestrutura constituída. Precisamos trabalhar sério o planejamento de Campo Grande. Temos que ocupar os espaços vazios e usar a força da lei. Caso contrário, a gente acaba pagando a conta”, afirmou.

Já o vereador Ronilço Guerreiro, que propôs o debate, lembrou que o papel da Câmara para solucionar os problemas da comunidade é fiscalizar e cobrar. Cabe, no entanto, à Prefeitura executar os serviços.

“O papel do vereador é legislar e fiscalizar. Muitas vezes ficam angustiados, pois a Casa de Leis promove dezenas de audiências públicas por ano, a pedido da sociedade, para resolver as demandas que chegam nos gabinetes, e muitas vezes ficamos frustrados. Colocamos recursos no orçamento e nos sentimentos desrespeitados como legisladores. Discutimos, debatemos, os projetos são aprovados, e muitas vezes as coisas não acontecem. Essa Casa, incansavelmente, luta para que as demandas que chegam até a gente sejam resolvidas”, disse.

Presidente da Comissão Permanente de Obras e Serviços Públicos da Casa, o vereador Ayrton Araújo lembrou que a Câmara já realizou pedidos de melhorias na região do Água Limpa Park. “Essa audiência é muito válida. Temos que discutir nossa cidade, pois ela vem sofrendo muito com essa chuva, com alagamentos em todos os cantos da cidade. Faltou planejamento e agora temos que arrumar e, daqui pra frente, planejar”, afirmou.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal