segunda-feira, 22/04/2024
Zeca denuncia insalubridades em comunidade Guató de Corumbá e cobra providências

Preocupado com a situação de extrema insalubridade instaurada na comunidade indígena Guató da Aldeia Uberaba, em Corumbá (MS), que há mais de um mês sofre com a falta de água potável e não recebe assistência médica, o deputado estadual Zeca do PT protocolou nesta terça-feira (16) requerimento solicitando ao DSEI/MS (Distrito Sanitário Especial Indígena) e à Missão Evangélica Caiuá informações a respeito das medidas que serão tomadas para sanar a falta de abastecimento e suporte médico-hospitalar no local.

O parlamentar explica que a estação de tratamento d'água da comunidade está comprometida. "A comunidade indígena Guató da Aldeia Uberaba, localizada na região de Porto Índio, no Pantanal de Corumbá, vem enfrentando situação de extrema insalubridade, estando há mais de um mês sem água potável para atender as necessidades básicas de seus moradores. Tudo isso por conta de um defeito no gerador a diesel que alimenta a bomba d’água que deveria levar a água do rio Paraguai para a estação de tratamento instalada no local", afirma Zeca do PT.

Zeca acionou o DSEI/MS, através do coordenador substituto Elísio Vieira da Silva, para que se manifeste no prazo de 48h acerca das medidas que serão tomadas pelo órgão para restabelecer o funcionamento da estação de tratamento da Aldeia Uberaba.

Falta de assistência médica

O deputado Zeca do PT também encaminhou ofício à Missão Evangélica Caiuá cobrando que a mesma se manifeste a respeito da ausência de atendimento médico na Aldeia Uberaba há pelo menos 60 dias.

"Precisamos saber da Missão Evangélica Caiuá quais medidas estão sendo tomadas e qual a previsão para a designação de profissionais de saúde para atendimento médico que, conforme informações dos indígenas Guatós, não atendem há mais de 60 dias no local", denuncia Zeca do PT.