quinta-feira, 23/05/2024
Talento Regional traz a representatividade feminina com Béca Rodrigues e Gaia Arte

Beca Rodrigues e a  ‘Gaia Arte ‘ , uma banda formada exclusivamente por mulheres, é a atração do programa Talento Regional. Com influências do Pop rock, o grupo vem crescendo em sua carreira musical há mais de cinco anos. Suas canções lançadas nas plataformas digitais de streaming contemplam dois singles: “Aleatórios” e “Meu Eu”, sendo este lançado em novembro de 2019,  com um videoclipe que reúne várias perspectivas e semióticas que trabalham num enunciado contra a ansiedade e depressão, assim como a composição musical que cumpre essa função de conscientização muito valiosa para a atualidade.

Em 2021, foi lançado seu primeiro EP, Em Lar, formado por quatro músicas compostas e produzidas durante o período de isolamento social da pandemia da covid-19, retratando com autenticidade os conflitos, externos e internos. As músicas são: Terça, Sexta-feira; Dona Arte, Poesia e Vazio.

Projeto “Banda Gaia Arte”

A proposta da cantora de levar ao palco uma banda formada exclusivamente por mulheres traz uma nova perspectiva dentro do cenário local.  Gaia, na mitologia grega, é a deusa que gerou toda a natureza. A Banda Gaia Arte traz essa ideia da arte enquanto componente necessário para a vida, assim como a natureza é. A deusa também ilustra a figura materna, logo, feminina, como geradora de tudo. 

Assim, a Banda Gaia Arte conta com mulheres integrantes nesse projeto, apaixonadas pela arte e pela música. Contando com Amanda Vasques na guitarra, Ale Coelho na bateria, Iris Isis no contrabaixo e Anne Torrecilha no teclado, as quatro mulheres e musicistas compõem a banda da cantora Beca Rodrigues. A atual proposta visa realizar shows idealizado e executado apenas por mulheres. A cantora Beca Rodrigues, em conjunto com  sua banda de apoio, Gaia Arte, inpiram-se nos trabalhos autorais inéditos da cantora.

Além disso, a proposta do show "Beca e a Gaia Arte" visa compartilhar com o público canções cheias de possíveis leituras em suas composições e ritmos, além de contribuir com a cena do pop rock/rock alternativo de Campo Grande, e destacar as artistas mulheres que contribuem tanto com a cena musical de Campo Grande e ressaltar a importância da inclusão de ritmos, tendo em vista a pluralidade do conceito de musicalidade e de popular.