sexta-feira, 24/05/2024
Enaltecendo atividade dos artesãos, deputado João Mattogrosso prestou homenagens na ALEMS

Valorizando a atividade artesanal em Mato Grosso do Sul, o deputado estadual João Mattogrosso (PSDB) prestigiou a Sessão Solene em homenagem ao Dia do Artesão, comemorado no dia 19 de março, que concedeu a honrosa medalha “Conceição dos Bugres” para artesãos que se dedicam a essa atividade que transforma as mais diversas matérias-prima em arte.

“Com toda certeza os artesãos são dignos dessa noite solene, reconhecendo a importância da história do nosso Estado que é contada através dos mais variados produtos que são elaborados através de suas artes”, enfatiza João Mattogrosso.

Homenageado pelo parlamentar, o artista plástico, pintor e aerografista Sullivan de Oliveira, possui uma trajetória de destaque. Natural de Assis (SP), se mudou para Campo Grande aos 23 anos e há mais de duas décadas iniciou sua carreira, ganhando notoriedade por seu talento e ficou conhecido como o “Operário dos Esportes”, por ter como inspiração para arte o amor pelo futebol. Uma de suas maiores alegrias e destaque na caminhada artística foi a participação na construção dos Arcos Olímpicos que ficaram em Manaus, no Amazonas, em 2016.

Além disso, produziu a escultura do último lance do Rei Pelé para o Museu do Santos Futebol Clube. O artista também recolhe marcas, das mãos ou pés de atletas, sendo que sua coleção conta com o registro do ídolo flamenguista Zico, Ronaldinho Gaúcho, Neymar e outras personalidades dos mais diversos esportes. Já no aerografismo seu trabalho é dedicado à pintura em motos e capacetes.

“Quero agradecer a homenagem do deputado João, que reconhece o trabalho dos artistas e artesãos sul-mato-grossenses, que fazem a diferença na vida da população”, destacou o homenageado.

Outro artesão que teve o seu trabalho reconhecido pelo deputado João Mattogrosso foi Audenir Inácio Evangelista, que é especialista na técnica de entalhamento e esmerilhamento, que trabalha com chifre e osso. Paranaense, veio para o Mato Grosso do Sul devido ao prejuízo causado pela geada que ocorreu na plantação de café em que trabalhava com o pai. Chegou em 1994 em Campo Grande, instalando-se na casa de seu sogro.

Desde então, sua profissão é artesão, do qual retira seu sustento, utilizando para criação de suas peças o chifre bovino. Sua produção é composta por berrantes, chapéus, guampas para tereré, canecas e biojóias – incluindo colares.

O artesão fornece suas peças para o Mercadão Municipal e diversas lojas de artesanato e ervateiras, além de enviar mercadorias regionais para o Paraná. Sua oficina é em sua casa, que adquiriu com a renda do Artesanato, criou os seus filhos e os netos.

“É uma grande emoção ter o meu trabalho reconhecido pelo deputado João Matogrosso, desde quando recebi o convite para ser homenageado não paro de sorrir, porque é muito bom ver o nosso trabalho e dedicação de uma vida inteira ser reconhecido”, ressaltou o artesão.

 

Conceição dos Bugres

Conceição Freitas da Silva, a Conceição dos Bugres, nasceu no Rio Grande do Sul, na localidade de Povinho de Santiago, no dia 8 de dezembro de 1914. Aos 6 anos se mudou para Mato Grosso do Sul e aqui ficou, morando em Campo Grande desde 1957.

Criou o protótipo “O Bugre”, esculpido em madeira com golpes secos e retos de facão e recoberto com cera de abelhas, os cabelos e os detalhes do rosto foram feitos inicialmente com carvão e logo substituído por tinta preta. Depois de sua morte em 1984, o trabalho continuou sendo realizado por seus familiares.

 

Com informações da Agência ALEMS