quinta-feira, 25/04/2024
Deputados entregam Medalha Conceição dos Bugres em homenagem a artesãos

Eles trabalham com madeira, argila, fibras, ossos, sementes, couro, capim, materiais recicláveis, palha e cerâmica. Para homenagear esses profissionais que, com sensibilidade e técnica, modificam a matéria-prima em obra de arte, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) realizou na noite desta terça-feira (28), sessão solene em alusão ao Dia do Artesão.

Mara Caseiro: os artesãos preservam nossos traços culturais

Proposta pela deputada Mara Caseiro (PSDB), a solenidade foi marcada pela entrega da Medalha Conceição dos Bugres do Artesanato, criada pela Resolução 4/2013. “O valor cultural do nosso artesanato é reconhecido internacionalmente. Com destreza e criatividade, os artesãos preservam nossos traços culturais. Com mãos preciosas, eles criam peças que exprimem toda a identidade cultural sul-mato-grossense”, destacou a parlamentar, que já foi diretora-presidente da Fundação Estadual de Cultura.      

Mato Grosso do Sul instituiu em seu Calendário Oficial de Eventos, o . Ex-secretário de Estado de Cidadania e Cultura, o deputado João César Mattogrosso ressaltou as ações do governo na área da cultura, especialmente, quando Mara Caseiro esteve à frente da pasta. “Graças ao brilhante trabalho desempenhado, foi possível realizar importantes investimentos, entre eles a reinauguração recente da Casa do Artesão”, afirmou.


Artesãos homenageados com a Medalha Conceição dos Bugres

Alex Sandro Medina, Lucimar Maldonado, Luiz Flávio Vilalba, Anderson Ferreira da Silva, Auriana Oliveira Mendes, Claudia de Medeiros, Denise Zamboni Cavalheiro, Genciana Ajala Paiva, Gina Tolfo Felix, Luana Aquino Ferraz, Luciana Brisola, Marluci Martins de Carvalho, Rosana Botelho de Souza, Rosenir Batista, Solange da Silva Santos Francisco, Associação Costa Leste de Artesãos de Mato Grosso do Sul, Audenir Inácio Evangelista, Sullivan Oliveira, Milena Maura Gonçalves de Abreu, Associação de Arte e Artesanato Vale da Esperança, Carina Zamboni Cavalheiro, Hilda Antonio da Silva Francelino, Gesa Andrade, subtenente Marlene, Neusa Ferreira dos Santos Freitas, Thais Abdel Jaber do Nascimento, Rosa Pannebecker e Robertson Isan Vieira foram os homenageados da noite.

“Por trás de cada peça existem várias habilidades e conhecimentos dos artesãos, para que seu produto seja difundido e comercializado. Então, além de ser artesão, ele tem que ser empreendedor e precisa saber planejar. O artesanato é a identidade cultural de um povo e de um lugar. Então, esse reconhecimento é necessário, pois motiva e registra a obra de cada um”, disse a artesã Claudia Medeiros, que falou em nome dos homenageados.

Conceição dos Bugres

Conceição Freitas da Silva, a Conceição dos Bugres, nasceu no Rio Grande do Sul, na localidade de Povinho de Santiago, no dia 8 de dezembro de 1914. Aos 6 anos se mudou para Mato Grosso do Sul e aqui ficou, morando em Campo Grande desde 1957.

Criou o protótipo “O Bugre”, esculpido em madeira com golpes secos e retos de facão e recoberto com cera de abelhas, os cabelos e os detalhes do rosto foram feitos inicialmente com carvão e logo substituído por tinta preta. Depois de sua morte em 1984, o trabalho continuou sendo realizado por seus familiares.