terça-feira, 28/05/2024
Deputado João Mattogrosso congratula UEMS pelo projeto Universidade da Maturidade

Lançado na última segunda-feira (20), o projeto Universidade da Maturidade (UMA) é uma parceria da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) com a Universidade Federal do Tocantins (UFT). Em reconhecimento à iniciativa, que oferece certificação em Educador Social do Envelhecimento Humano para pessoas com mais de 45 anos, o deputado estadual João Mattogrosso (PSDB) apresentou  moção de congratulação aos idealizadores.

A homenagem foi entregue pelo parlamentar ao reitor da UEMS, Prof. Dr. Laércio Alves de Carvalho, Prof. Dr.ª Neila Barbosa Osório – Coordenadora do projeto Universidade da Maturidade – UMA da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e os coordenadores da UMA em MS, o Prof. Dr. Djanires Lageano Neto de Jesus e a técnica Katia Juliane Lopes de Oliveira.

O projeto tem o objetivo de desenvolver uma tecnologia social que se concentra na educação, empreendedorismo, saúde e bem-estar, esporte, lazer, cultura e turismo, promovendo assim um desenvolvimento integral que enfatiza a qualidade de vida e a cidadania da população idosa.

“É uma grande satisfação reconhecer uma iniciativa tão importante como é a Universidade da Maturidade, pois a valorização e inclusão de todos dentro do ambiente universitário é louvável e agregadora, além de servir de estímulo para que as pessoas continuem conquistando seus sonhos, independente da idade”, ressalta o deputado João Mattogrosso.

O parlamentar também lembra do recente caso de etarismo em uma Universidade de Bauru (SP), que se tornou uma pauta nacional. “A ampliação do debate e o enfrentamento às barreiras do preconceito para que pessoas adultas/idosas também tenham a liberdade de estar na Universidade é de suma importância. Acompanhamos a situação da mulher que foi vítima de uma situação claramente provocada pela ignorância e pensamento limitante cultivado em nossa sociedade de que apenas os mais jovens podem cursar o ensino superior. A verdade é que sempre é tempo”, declara.

As aulas da UMA serão ministradas por docentes e colaboradores da UEMS e da UFT que possuem experiência e qualificação acadêmica. Como programa de extensão, haverá uma dupla certificação, intitulada de “Educador Político-Social do Envelhecimento Humano”. Essa certificação poderá contribuir com o reingresso ao mercado de trabalho, como também possibilitar novos conhecimentos e experiências de vida.

A UMA vai funcionar na Unidade Universitária de Campo Grande, com aulas à tarde, nas segundas e quartas e, ainda, atividades integradoras nas sextas-feiras, com duração de 2 anos, de acordo com o Projeto Político Pedagógico. A aula inaugural aconteceu no dia 20 de março do corrente ano e contou com a presença da Prof. Dra. Neila Barbosa Osório (UFT/UMA).