segunda-feira, 4/03/2024

ALEMS é interlocutora no debate sobre segurança nas escolas

ALEMS é interlocutora no debate sobre segurança nas escolas

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), deputado Gerson Claro (PP), e parlamentares participaram da coletiva para apresentação do Plano de Segurança das Escolas nesta manhã (12), o que representa a atuação parlamentar em contribuir para a emergente questão de segurança nas escolas do Estado, após recente atentado em creche particular que aconteceu na última semana em creche do Rio Grande do Sul, em que quatro crianças foram assassinadas.  

Gerson Claro descreveu o debate que aconteceu envolvendo a mesma temática na Casa de Leis. “A Assembleia vem tendo um debate acirrado sobre esse tema, e aflorou muito depois dos ataques. É comum surgirem debates acalorados, inclusive com imposição ideológica de vez em quando, mas o que se extrai hoje da é uma preocupação de fato com resultados. O que percebemos é que não está sendo apresentado um plano futuro, e sim ações permanentes tanto da segurança pública, quanto a secretaria de educação já em direção a essa complexidade que a gente vive, chegamos a citar que a nossa sociedade está doente”, destacou ().

“Não se trata apenas de polícia, mas sim famílias desestruturadas e sociedade que precisa de cuidados. Não adianta buscar apenas a responsabilização individual. Para que a escola do seu filho seja segura, sua família precisa levar a Segurança para a escola. O apoio da imprensa é fundamental para que não seja propagada a intolerância e ódio. Em nome da Assembleia Legislativa, todos os deputados estão à disposição para que o Mato Grosso do Sul seja exemplo mais uma vez”, reforçou o presidente da ALEMS.

O governador do Estado, Eduardo Riedel (PSDB), descreveu algumas ações em conjunto com as secretarias de Segurança e Educação. “Algumas ações já vinham em curso e já estão reforçadas, um grande resultado para a população, que será ampliada são as frentes de vigilância total, um monitoramento que traz a possibilidade de ação em tempo real, com a implantação do o botão do pânico presente, equipes preparadas , e em um segundo momento, apoio psicológico às famílias e à comunidade escolar”, reforçou. 

Hélio Queiroz Daher, secretário de Estado de Educação (SED), falou sobre as novas iniciativas para potencializar a segurança nas escolas públicas. “Agradecemos muito o empenho de cada escola e professores, já temos na maior parte das escolas o sistema de monitoramento em vídeo, trabalho que contempla o vídeomonitoramento e equipe de intervenção rápida. A partir de agora, as imediações e portas de acesso serão monitoradas. Hoje também está sendo lançado o núcleo de inteligência e segurança escolar está sendo lançado hoje. As famílias também devem ficar mais atentas a tudo que acontece por influência da internet”, considerou.

Rozeman Geise Rodrigues de Paula, delegada geral adjunta da Polícia Civil (PCMS), acredita que a apuração dos fatos tem trazido resultados concretos. “Toda ação e fato tem sido firmemente apurado, dois focos, eventual ataque em escola, possibilidade de causar pânico e alarde, principalmente por meio das redes sociais. Tentamos identificar os autores das ameaças e quem prolifera para desarticular e aniquilar qualquer grupo de risco. Nossas novidades estão em andamento desde o primeiro dia, de inteligência, vários casos de sucesso de identificação, medidas cautelares, apreensão de celulares. Cuidado para esse sentimento de pânico e terror não aumentar por uma publicação”, alertou.

Também participaram do lançamento do Plano de Segurança nas Escolas os deputados Professor Rinaldo (Podemos), presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia; e Coronel David, presidente da Comissão da Segurança Pública e Defesa Social da ALEMS. Assista

*Colaborou Carlos Godoy.