quarta-feira, 21/02/2024

"A agricultura familiar e a pecuária leiteira precisam de verticalização", afirma Câmara

"A agricultura familiar e a pecuária leiteira precisam de verticalização", afirma Câmara

O deputado Renato Câmara (MDB), vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), utilizou a tribuna nesta quinta-feira (22) para falar de sua participação nas que tem o objetivo de mapear demandas e necessidades dos pequenos produtores do Estado. “Ontem foi a quinta edição das conferências e essas reuniões conferem um rumo diferente e novo no governo Eduardo Riedel [PSDB]. Por meio delas temos a possibilidade de se aproximar das questões e demandas dos agricultores familiares, e saber das questões que são mais prioritárias”, detalhou.

“Em Dourados, na reunião que participei ontem, percebi que é necessário um centro de distribuição da produção, e não pode ser semelhante ao de Campo Grande, onde a maioria dos produtos vem de outros Estados. Defendemos um modelo que possa escoar e distribuir os produtos locais, dando um horizonte maior para o agricultor. Um Estado como o nosso temos condições do organizar tudo isso para deixar de importar os legumes e fruta de outros estados e sermos exportadores também de frutas e legumes, além de soja e milho”, considera o deputado Renato Câmara.  

O deputado afirma que é necessário pensar na verticalização da produção. “Precisamos agregar valor a esses recursos. Aí esses recursos vão cumprir um papel social muito importante que é estruturar as ações em torno de um beneficiamento de um produto. Temos um caso de sucesso em Ivinhema, onde foi feita o diagnóstico sobre os problemas da produção de café, e recebemos na época recursos do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar [MDA], e do Programa de Verticalização da Pequena Produção Agropecuária [Prove Pantanal], e alguns produtores montaram torrefadoras de café, que existem até hoje. Comprando café local, é agregado o valor, gerando emprego e renda para a região, é essa agricultura que temos discutido, essas conferencias tem colocado luz a estas questões que temos militado na Assembleia Legislativa”, pontuou.

Renato Câmara coordena as Frentes Parlamentares de Avicultura, do Leite, e para o Desenvolvimento da Suinocultura. “Os agricultores e produtores de leite estão longe de chegar neste patamar e queremos apresentar um plano para melhorar a produção. É necessário reverter essa situação. Esse é o ponto que estamos discutindo, participamos de várias reuniões, ajustado para ser um programa que possa na prática atender o nosso produtor de leite, e diante disso, um cenário para essa nova agricultura pode estar acontecendo e as conferências juntos com todos teremos condições de apresentar um grande plano de agricultura para reverter esse desafio e deixarmos de ser importadores para ser exportadores”, concluiu.