terça-feira, 28/05/2024
Voltado à alfabetização de alunos da Reme, formação reúne 1.200 professores

Campo Grande, 05/06/2023 às 08:17

A Prefeitura de Campo Grande realizou nesta sexta-feira (2), a formação continuada para 1.200 professores do grupo 5 e do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental, que atuam na Reme (Rede Municipal de Ensino) em Campo Grande. A capacitação faz parte do programa MS Alfabetiza, realizado desde 2021 e voltado aos alunos em processo de alfabetização.

Conforme a Coordenadora de Formação Continuada dos profissionais da educação da Semed, Alessandra Beker, o Programa tem vários eixos, desde a questão do material didático até a formação continuada. “São vários módulos discutidos por turmas. Na educação infantil é discutida a questão do ambiente de aprendizagem e os professores do 1º e 2º ano discutem o resultado da avaliação externa do SAEMS”.

O SAEMS (Sistema de Avaliação da Educação da Rede Pública de Mato Grosso do Sul) foi aplicado no fim do ano passado e os professores avaliam o resultado nesta sexta-feira.

A coordenadora explica ainda que o MS Alfabetiza potencializa o processo de alfabetização. “Durante a formação, os professores discutem e estudam sobre o assunto em pauta, eles compartilham experiências e estratégias para a alfabetização das crianças”.

A formação para o grupo 5 é focado na transição do Ensino Fundamental. Já para os alunos do 1º e 2º ano, o foco é na leitura e escrita.

A formação foi realizada no Cefor (Centro de Formação Lúdio Martins Coelho) na Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e reuniu 500 professores do grupo 5. Já na Escola Municipal Elpídio Reis, a capacitação aconteceu para 700 profissionais que atuam no 1º e 2º ano.

A professora Mayara de Oliveira Nogueira foi uma das formadoras do curso. Segundo ela, o tema abordado é como a organização do espaço influencia na aprendizagem da criança. “O nosso objetivo principal é o desenvolvimento da criança no grupo 5 para entrar no Ensino Fundamental. Então trabalhamos com os professores qual o melhor modo de ensino para que os alunos vão para o Ensino Fundamental com base para começar a ler e escrever”.

Felipe Vieira Gimenez leciona na Escola Municipal Aglair Maria Alves há seis anos. Ele tem doutorado em educação e diz que a formação é excelente por levar nova perspectiva. “A formação nos mostra como podemos aproveitar os espaços da instituição, trabalhar de forma lúdica com os alunos para inserir as letras, como aproveitar a questão”, explicou.

A professora Carla Renata Figueiredo leciona na Escola Municipal Professor Virgílio Alves de Campos há dez anos e conta a importância de estar sempre se atualizando. “A formação é interessante porque abre nosso olhar para o novo e a gente consegue inserir o que nos é passado no nosso planejamento e aplicar no dia a dia na sala de aula”.