terça-feira, 27/02/2024

Telegram sai do ar por não fornecer dados de neonazistas à Justiça

O aplicativo de mensagens Telegram está fora do ar, por ordem da justiça. A empresa dona do aplicativo não entregou à Polícia Federal dados sobre grupos neonazistas que têm perfis na plataforma e, por isso, a Justiça Federal no Espírito Santo determinou que operadoras de telefonia e lojas de aplicativos suspendessem o uso do do app e aumentou  de R$ 100 mil para R$ 1 milhão por dia, a multa aplicada à plataforma.

A decisão se refere à investigação sobre o ataque a escolas em Aracruz, no litoral norte capixaba, em novembro passado. O ato deixou quatro mortos – três professoras e uma aluna de doze anos – e doze feridos.