terça-feira, 28/05/2024

Polícia diz que vai instaurar procedimento administrativo contra acusados

Em nota divulgada na tarde desta sexta-feira (2), o Sinjorgran (Sindicato dos Jornalistas Profissionais na Região da Grande Dourados) condenou o ataque contra o jornalista Sandro de Almeida Araújo , de Nova Andradina, que foi atacado por policiais militares à paisana. A agressão aconteceu em frente a sua residência após ser seguido por dois veículos.

“Em um estado democrático de direito é incabível a agressão por parte de agentes do Estado contra qualquer cidadão, muito menos contra um jornalista em razão da sua profissão”, diz um trecho da nota, que ressalta ainda, que se comando-geral da Polícia Militar e sua Corregedoria tivessem agido com rigor e imparcialidade a situação não teria chegado ao extremo registrado.

“O Sinjorgran espera que o governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, e o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Carlos Videira, determinem a pronta investigação desse grave crime de tortura contra o jornalista”, diz outro trecho que cita denuncia anterior onde nenhuma providência foi tomada.

CONTINUAR LENDO

CLIQUE AQUI E COMPRE O SEU EXEMPLAR