domingo, 16/06/2024
Projeto de eficiência energética entre Governo do Estado e Energisa beneficia Camelódromo

O Camelódromo de Campo Grande foi contemplado com o projeto de eficiência energética e contará com energia fotovoltaica, produzida a partir da luz solar. O Governo do Estado, por meio da AGEMS (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul) e em parceria com a Energisa, entregou hoje (9) as benfeitorias.

Com o projeto foram investidos aproximadamente R$ 188 mil para a troca de 271 lâmpadas incandescentes para as de LED, bem como para troca de cinco aparelhos de ar condicionado e instalação de energia solar. A estimativa é de que o valor da conta de luz dos comerciantes do Camelódromo diminua em torno de 20%.

“Quando visitei o camelódromo, chamou minha atenção as condições das instalações elétricas, que era um dos grandes problemas. E em parceria com a Energisa fizemos um investimento para que ter a redução da conta de energia e mais segurança. O programa de eficiência energética fez a troca das lâmpadas de menor consumo instalou as placas de energia fotovoltaica que ajuda na geração de energia. Eficiência e segurança, alinhado com as diretrizes que temos no Estado”, afirmou o governador Eduardo Riedel.

O governador Eduardo Riedel participou da entrega do projeto, que fez a troca de lâmpadas

O projeto vai beneficiar quase 1 mil vendedores, que trabalham em 473 boxes e 16 salas. O Camelódromo, em funcionamento há 24 anos, tem fluxo diário de aproximadamente 5 mil pessoas.“O projeto vai trazer economia para os permissionados e clientes que fazem compras. É importantíssimo para nós, uma energia limpa”, afirmou o presidente do Associação dos Vendedores do Camelódromo de Campo Grande, Narciso Soares dos Santos.

Eficiência energética

O programa prevê que as concessionárias de energia destinem anualmente 0,5% da sua receita operacional líquida em projetos de eficiência energética, com o objetivo de estimular o uso racional de energia elétrica. O recurso é direcionado para ações em locais de grande fluxo de pessoas.

“O projeto é de eficiência energética trabalhou a iluminação, com a substituição total por LED, refrigeração e instalamos uma mini usina solar no telhado do Camelódromo. A gente prioriza recursos em projetos que tenham benefício para a sociedade, que a população perceba o investimento”, afirmou o diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes.

“Além de gerar economia financeira aos comerciantes, a modernização reduzirá impactos ambientais com a troca de equipamentos antigos por outros mais eficientes”, disse o diretor-presidente da AGEMS, Carlos Alberto de Assis.

Na Capital, o Parque Belmar Fidalgo e a Feira Central estão entre os locais públicos contemplados pelo projeto. E a parceria também vai executar a ação de eficiência energética no Mercadão Municipal.

Marco Antônio agradece a melhoria oferecida por meio do projeto de eficiência energética

“O Mercadão Municipal é a próxima área que vai receber, já fizemos na Feira Central. E todo o Parque dos Poderes foi revitalizado no programa. Temos uma linha muito clara que é o MS Carbono Neutro 2030 e atuamos para evitar grandes situações de perdas de energia elétrica”, finalizou Riedel.

Para quem trabalha no Camelódromo a melhoria é elogiada. “Montei a barbearia junto com meus sócios aqui há cinco meses por conta da segurança. Acredito que qualquer projeto para diminuir o consumo de energia é para o nosso bem. É muito bom para quem trabalha e é cliente”, afirmou o barbeiro Marco Antônio Rodrigues, 35 anos.

 

Natalia Yahn, Comunicação do Governo de MS
Foto: Álvaro Rezende