sexta-feira, 24/05/2024
Prefeitura realiza Ação Cidade Limpa com atividades de conscientização e fiscalização

Campo Grande, 05/06/2023 às 17:06

Em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Prefeitura de Campo Grande lançou nesta segunda-feira (05), a “Ação Cidade Limpa – Edição Dia Mundial do Meio Ambiente”, com o objetivo de estimular a população ao uso dos serviços voltados ao descarte e disposição adequada de resíduos sólidos. Durante o ato de lançamento da campanha, dezenas de árvores foram plantadas por crianças que acompanharam a solenidade. As mudas eram oriundas do Viveiro Municipal Flora do Cerrado.

O lançamento, que aconteceu na Escola Municipal de Educação Infantil Professora Ayd Camargo Cesar, Bairro Lageado, tem caráter sócio-educativo e visa a coleta regular e seletiva, Ecopontos e Locais de Entrega Voluntária (LEV’s), além de levar conhecimento à população sobre impactos à saúde e meio ambiente causados pelo descarte irregular.

“As atividades focam em sensibilizar a população quanto à preservação ambiental e aos problemas ocasionados mediante o descarte irregular de resíduos em locais inapropriados. Isso demonstra que a gestão trabalha na preservação do meio ambiente, na proteção da vegetação dentro do perímetro urbano, que resulta em qualidade de vida à população, fauna e flora”, destacou a prefeita Adriane Lopes.

A diretora da Emei Professora Ayd Camargo César, Maria Sirlei Lands, pontuou a necessidade de sensibilizar as crianças e jovens sobre as questões do descarte. “Se nós conseguirmos conscientizar as crianças que passam por nossas escolas, como já temos feito há mais de 10 anos em parceria com a Solurb, assim como conscientizar as famílias das crianças da Emei, entendemos que não seria mais necessário criar tantos aterros sanitários. Precisamos manter esse hábito de separar o resíduo que é destinado ao aterro, o que pode ir para a compostagem e o que deve ir para a reciclagem”, pontou Maria Sirlei.

Para Gilda Macedo, representante da Associação de Trabalhadores de Materiais Recicláveis dos Aterros Sanitários de MS (Atmaras), para os trabalhadores que atuam formalizados na Usina de Triagem de Resíduos (UTR), a ação valoriza o trabalho realizado pela categoria.

“Esta ação feita pela Prefeitura, é importante para dar visibilidade ao nosso trabalho, além de conscientizar a sociedade para fazer a separação correta do resíduo sólido. Com isso, com essa colaboração da comunidade, famílias que vivem da coleta seletiva em Campo Grande, podem se beneficiar na hora de transformar esse descarte em material de produção para a venda e reutilização”, explicou Gilda.

Moradora do Bairro Dom Antônio Barbosa, Francisca Vieira de Melo, participou do evento e destacou a união dos órgãos públicos e a necessidade do apoio da população na correta separação dos resíduos. “Esse projeto que engloba várias secretarias é muito importante, principalmente porque a gente mora num local onde é próximo do aterro, onde muitas famílias vivem dos resíduos. Por isso a importância da reciclagem, jogamos muita coisa fora e muitas das vezes misturando o reciclável do orgânico. Então, na hora da separação precisamos ter mais consciência e responsabilidade. Assim, iremos evitar que muitos resíduos inapropriados vão parar o aterro”, disse a autônoma.

A ação integra a Campanha “Cidade Limpa”, lançada em 23 de março pela Prefeitura, que está sendo desenvolvida pelo Grupo Técnico composto pelo Gabinete da Prefeita (Gapre), a Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur), Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (Sesdes), Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), Fundo de Apoio a Comunidade (FAC) e Concessionária CG Solurb.

Força-tarefa

Ainda neste dia Mundial do Meio Ambiente, a Semadur realizou uma força-tarefa para atender as demandas relacionadas às denúncias de terrenos baldios, formalizadas através da Central de Atendimento 156 e plataforma Fala Campo Grande. Foram mais de 100 auditores fiscais que a realizaram as vistorias nas sete regiões urbanas de Campo Grande, com o objetivo de encerrar todas as denúncias. Vale ressaltar que a multa para o proprietário que não mantém o seu terreno limpo varia entre R$ 2.944,50 e 11.778,00.

A Semadur também atua com suas equipes em parceria com Grandes Geradores de Resíduos, estabelecimentos privados, de prestação de serviços, comerciais e industriais, cujo volume de resíduos sólidos gerados seja superior a 200 litros por dia ou 50 quilos dia.