segunda-feira, 22/04/2024
Prefeitura promove capacitação sobre Mapeamento de Processos com BPMN para servidores
Foto: Diogo Gonçalves

Campo Grande, 12/04/2023 às 17:00

Para desenvolver habilidades em mapear e modelar processos administrativos internos dos órgãos municipais, a Prefeitura de Campo Grande por meio da Controladoria-Geral do Município, promoveu um curso de capacitação sobre Mapeamento de Processos com BPMN para servidores municipais designados à função dentro de setores do Executivo. A ação foi ministrada por dois dias consecutivos, sendo encerrado nessa quarta-feira (12) na Associação Comercial de Campo Grande.

“É uma capacitação direcionada para representantes de cada unidade administrativa da Prefeitura, sendo elas, secretárias, subsecretarias, agências e fundações, que foram qualificados para trabalhar dentro da regulamentação do sistema de controle interno. Com essa capacitação, a administração pública visa proporcionar a melhoria dos processos e procedimentos, consequentemente melhorando significativamente a entrega das Políticas Públicas”, explicou Janete Aparecida Queiroz, auditora-geral do Município.

Ainda segundo Janete, a Controladoria está fazendo um processo de melhorias para assim, mapear todos os processos e para isso é preciso dar suporte aos servidores que atuam na plataforma para poderem dar mais resultados usando a linguagem BPMN, que é uma forma de modelar os processos e tornar os órgãos mais eficientes e eficazes em suas ações.

A nova técnica de trabalho é uma das etapas de capacitações que a Controladoria-Geral do Município realiza no sistema de controle interno da Prefeitura de Campo Grande. O engenheiro de produção e ministrante do curso, Rafael Alves Pereira, apontou que a capacitação é uma das etapas técnicas que podem ser utilizadas pelas unidades para implementar o procedimento de controle interno.

“Já fizemos algumas capacitações no ano passado sobre controle interno e agora estamos buscando implementar novas técnicas e Mapeamento de Processos BPMN é uma delas. Nosso próximo passo com técnicas, provavelmente será o de Políticas de Gestão de Risco”, concluiu o engenheiro de produção.