sábado, 13/04/2024
Prefeitura de Campo Grande é selecionada para projeto pioneiro de aceleração digital

Campo Grande, 27/02/2023 às 11:10

A Prefeitura Municipal de Campo Grande, através Subsecretaria de Gestão e Projetos Estratégicos (Sugepe) e da Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação (Agetec), foi selecionada para participar do 1º Programa de Aceleração Digital de Municípios do Brasil e vai compor um seleto grupo de cinco cidades que vão desenvolver planos estratégicos de transformação digital em suas prefeituras.

Além de Campo Grande, foram selecionados os municípios de Araguaína-TO, Belo Horizonte-MG, Maceió-AL e Porto Alegre-RS. A Comissão de Avaliação divulgou que foram recebidas 90 manifestações de interesse e 41 inscrições completas, das cinco regiões do País. “Estar entre as cinco selecionadas é uma satisfação muito grande e nos coloca em destaque neste setor que está se desenvolvendo diariamente. Vamos aproveitar para acelerar as iniciativas de tecnologia e imprimir o conceito de Cidade Digital nas ações da Prefeitura, como o Parque Tecnológico, por exemplo”, afirma a Subsecretária Catiana Sabadin.

“Quando submetemos a inscrição da Prefeitura de CG no programa, um dos requisitos para habilitação era comprovar a maturidade e a efetiva execução de projetos de transformação digital. O fato de nos escolherem dentre tantos projetos apresentados mostra que já estamos caminhando na direção correta”, pondera o diretor-presidente da Agetec, Paulo Fernando Cardoso.

O Programa é uma iniciativa do BrazilLAB, primeiro hub de inovação GovTech do Brasil, que desde 2016 acelera e conecta startups e entes públicos com o objetivo de promover a inovação e a transformação digital do setor público, de fora para dentro; e do CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina, que tem a missão de promover o desenvolvimento sustentável e a integração regional, financiando projetos nos setores público e privado, prestando cooperação técnica e outros serviços especializados.

De acordo com Superintendente de Captação de Recursos e Convênios, Angelo Mateus Prochmann, “o projeto coloca Campo Grande na vanguarda do ecossistema brasileiro de governos locais digitais, de forma estratégica para o desenvolvimento de soluções que utilizam a inovação e a tecnologia para melhorar serviços e processos públicos, solucionando problemas complexos e gerando melhor impacto na sociedade”.

A gerente de Captação de Recursos, Cibele Trivelato de Oliveira, explica que com o Programa, será possível desenvolver ações específicas para o setor como a criação de plano estratégico de transformação digital, com o estabelecimento de metas e prioridades no município; estabelecimento de uma estrutura de governança para garantir a implementação efetiva da transformação digital; investimento em capacitação e treinamento para os servidores públicos, de modo a garantir que eles possam trabalhar com as novas tecnologias; adoção de tecnologias emergentes, tais como inteligência artificial, internet nas coisas (IoT), big data, blockchain, e implementá-las onde for apropriado; fomento e o incentivo à interoperabilidade de dados entre os órgãos internos e entre diferentes organizações da sociedade para aproveitar as suas habilidades e recursos.

E, a adoção de tecnologias de forma escalável, iniciando com projetos pilotos e expandindo para outras áreas e setores da gestão municipal; incentivo à participação cidadã na transformação digital, por exemplo, por meio de hackathons, concursos de ideias e fóruns de discussão do ecossistema; promoção, atualização e adequação das políticas, leis, programas, planos, regulamentos e decretos com foco na transformação digital em áreas estratégicas tais como habitação, inclusão e assistência social, liberdade econômica e desenvolvimento econômico, fomento empresarial, trabalho, emprego e renda e gestão de obras públicas.

“Essas são algumas das principais estratégias que podem ser desenvolvidas pelo Programa de Aceleração Digital de Municípios do CAF/BrazilLAB para melhorar a qualidade dos serviços públicos, aumentar a eficiência dos processos, ampliar a efetividade e equidade das ações com foco no cidadão do município de Campo Grande”, finaliza Cibele.

Os municípios participantes terão acesso a conexões com o ecossistema GovTech, foco em aperfeiçoamento de estratégias visando parcerias com o poder público, oficinas presenciais e virtuais, disponibilização de laboratórios presenciais e aprendizado on-line, apoio à contratação de soluções inovadoras, mentorias individuais e coletivas com especialistas, acompanhamento da equipe BrazilLAB com profissionais altamente capacitados. Todos vão receber oficinas, mentorias, conexões e conteúdos específicos que têm o objetivo de acelerar a transformação digital de suas prefeituras.

O que é GovTech?

GovTech pode ser entendido como um conjunto de infraestruturas, soluções e atores que utilizam a inovação e a tecnologia para melhorar serviços e processos públicos, solucionando problemas complexos e gerando impacto na sociedade.

O ecossistema GovTech envolve o Poder Público e as compras públicas de inovação, como pilares estruturais do sistema, mas, também, a Academia, os investidores, as empresas, os organismos de fomento e o Terceiro Setor.