segunda-feira, 26/02/2024

Pedalada para cegos e capoeira inclusiva são realizadas neste sábado na Capital

Pedalada para cegos e capoeira inclusiva são realizadas neste sábado na Capital

No mês em que se comemora o Dia da Mulher e o Dia Internacional da Síndrome de Down, a manhã deste sábado (25) será de passeio ciclístico para cegos e roda de capoeira inclusiva, em Campo Grande.

A programação é voltada para que pessoas com deficiência, de todas as idades, aproveitem momentos de lazer com atividade física gratuitamente. O passeio ciclístico é uma realização do Ismac (Instituto Sul-Mato-grossense para Cegos Florivaldo Vargas) e da Associação dos Deficientes Visuais de Mato Grosso do Sul.

Para a subsecretária de Políticas Públicas para a Pessoa com Deficiência, Telma Nantes de Matos, a pedalada em comemoração ao 8 de março é uma ação de empoderamento.

Passeio ciclístico para cegos vai ocorrer neste sábado

“O passeio será em bicicletas tandem, aquelas em que uma pessoa que enxerga vai à frente e atrás a pessoa cega ou baixa visão. É uma atividade que demonstra que mulheres cegas também estão aí no lazer, entretenimento e neste universo de vida saudável”, destaca Telma.

Integrante do grupo de bike “No Stress”, André Oliveira é uma das pessoas que estará à frente da bicicleta na condução. “É a segunda vez que abraçamos o convite do Ismac de fazer o passeio, nós orientamos, passamos as instruções, o comando de voz para quando vamos parar, mudar de direção, aumentar ou diminuir a velocidade”, explica André.

A experiência rende, além de aprendizado, emoções. “É aquela sensação gostosa, uma senhora falou que fazia muitos anos que não andava de bicicleta. Ela abriu os braços, soltou o guidão. Tem outros que aprenderam a andar de bike na infância ou na adolescência, mas foi perdendo a visão e nunca mais andou”, compartilha.

O ponto de encontro será neste sábado, a partir das 8h com saída às 8h30 do Ismac, na Rua 25 de Dezembro, 262, Centro. Um ônibus da instituição levará os participantes até o Parque dos Poderes.

No Parque dos Poderes, o trajeto será da rotatória da final da Avenida Mato Grosso até o Parque, e o retorno. São oito bicicletas tandem que foram adquiridas pelo Ismac. A ação encerra às 11h.

Roda de Capoeira Inclusiva

Desde 2015 que a Praça Indígena, no Mercadão, é palco para a roda de capoeira inclusiva do professor Josemar Araújo, o Vermelho. A ação deste sábado será em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down, festejado no último dia 21.

Subsecretária de Políticas Públicas para a Pessoa com Deficiência, Telma Nantes enfatiza que a roda é exemplo de promoção de inclusão e visibilidade. “Mostra que as pessoas com deficiência ocupam todos os espaços, e precisamos trabalhar muito a questão da acessibilidade e inclusão no Estado, este é o nosso papel”.

A roda é aberta a pessoas com síndrome de Down, autismo, deficiência física, auditiva, visual e intelectual. “Convidamos as pessoas a participarem e serem as protagonistas de sua história, contribuindo para a construção da sociedade e se apropriando da cultura da capoeira inclusiva”, ressalta Vermelho.

A roda da capoeira começa às 10h da manhã e vai até às 11h30. O endereço é Rua 7 de Setembro, 65, no Centro.

Texto: Paula Maciulevicius, Setescc
Fotos: Divulgação/Setescc