domingo, 16/06/2024
Parceria com Prefeitura garante destinação correta de resíduos produzidos nos restaurantes SESC

Campo Grande, 20/07/2023 às 10:00

Dar destinação correta aos resíduos produzidos por grandes geradores é obrigação legal de quem o produz e um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. O ODS 12 tem como meta alcançar o manejo ambientalmente saudável de todos os resíduos para minimizar os impactos negativos sobre a saúde humana e o meio ambiente. E é exatamente isso que o termo de cooperação celebrado entre a Prefeitura de Campo Grande, através da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, junto aos restaurantes do SESC garante.

A iniciativa que já existe há mais de dois anos, agora, foi ampliada com a formalização com a unidade do Restaurante Sesc Sabor e Arte – Centro. Garantindo a produção de mais 12 quilos diários de adubos. Para se ter uma ideia da importância da iniciativa, desde janeiro os restaurantes já entregaram 32 tambores com 200 quilos de adubo.

“Somente este ano já arrecadamos 6,4 toneladas de adubos que vão direto para os projetos de fomento ao agronegócio que existem dentro da Sidagro. Esta iniciativa leva para as famílias da agricultura familiar urbana mais poder de produção. O adubo é um material fundamental no processo de produção e que custa caro para o produtor”, pontua o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Adelaido Vila.

O gerente das duas unidades dos restaurantes Sesc Sabor e Arte, Rafael Abreu, explica que a parceria é importante para ambos, pois sem a Prefeitura eles não atingiram o objetivo de dar a destinação correta ao resíduo produzido. “A gente se fortalece. Sem a ação da Prefeitura de distribuir este adubo não atingimos nosso objetivo, só reduzimos o lixo. Agora, damos um destino social e ambientalmente correto. Esse trabalho em rede é muito importante, senão não chegamos aonde queremos. Esse resíduo não vai mais para o aterro, agora ele vai para uma comunidade que precisa dele e é fortalecida com ele”, diz.

Por dia, as duas unidades dos restaurantes produzem 280 quilos de resíduos, que se transformam em 28 quilos de adubos após serem processados. Diferentemente da compostagem que leva cerca de 45 a 90 dias para o resíduo ser transformado em adubo, o processamento mecânico é concluído em apenas 18 horas em uma máquina que chega a 250°C. O resíduo é colocado dentro do equipamento que vai revirando o tempo todo esse resíduo em altas temperaturas, até que ele se reduz apenas ao “ouro” da matéria orgânica. O processo não tem cheiro, não polui e hoje é feito com o uso de energia elétrica produzida na fazenda solar do SESC.

A cada 15 dias em média, a Sidagro recolhe os tambores, que são fracionados e entregues posteriormente aos produtores da agricultura familiar urbana, garantindo sistemas sustentáveis de produção de alimentos e implementação de práticas agrícolas que aumentam a produtividade fortalecendo a qualidade da terra e do solo.

Para poder receber o adubo, o produtor da agricultura familiar urbana precisa se cadastrar no Cadastro Municipal do Produtor. O objetivo é otimizar o processo de atendimento, acompanhando e controlando os serviços prestados junto aos produtores. Para se cadastrar é preciso ir até a Secretaria, que está situada na Rua Dr. Antônio Alves Arantes, 263 – Chácara Cachoeira ou ligue para mais informações (67) 4042-0497.

Grandes Geradores

São considerados grandes geradores pessoas físicas ou jurídicas, proprietários, possuidores ou titulares de estabelecimentos públicos, institucionais, de prestação de serviços, comerciais e industriais, terminais rodoviários e aeroportuários, entre outros, exceto residenciais, cujo volume de resíduos sólidos gerados seja superior a 200 (duzentos) litros/dia ou 50 (cinquenta) quilos.

A Lei nº 12.305 de 2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, visa o controle do tratamento, destinação dos resíduos sólidos e contém importantes instrumentos que permitem o avanço necessário ao País no enfrentamento dos principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo inadequado dos resíduos sólidos.