segunda-feira, 26/02/2024

Novo terminal da Eldorado no Porto de Santos aumenta competitividade da celulose produzida em MS

Novo terminal da Eldorado no Porto de Santos aumenta competitividade da celulose produzida em MS

O governador Eduardo Riedel, o secretário Jaime Verruck, da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), e o presidente da Fiems, Sérgio Longen, participaram na manhã dessa segunda-feira (31) da inauguração do terminal portuário da empresa Eldorado Brasil, no Porto de Santos. O terminal será utilizado exclusivamente pela Eldorado para embarque da celulose produzida em Mato Grosso do Sul com destino à exportação.

A Eldorado está sediada em Três Lagoas e produz 1,8 milhão de toneladas de celulose por ano, sendo que 100% desse volume é destinado à exportação. A empresa já tinha um terminal em Santos, porém agora passa a operar em um terminal mais moderno e com capacidade de escoar toda a produção da empresa, que antes tinha vários pontos de embarque, e que tem conexão ferroviária.

“Isso reforça ainda mais a viabilidade da relicitação da Malha Oeste, pois permite que a celulose saia de Três Lagoas nos vagões e chegue até o Porto de Santos. Melhora nossa estrutura de logística, dá competitividade e impulsiona o setor florestal e a economia como um todo”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semadesc. Mato Grosso do Sul já responde por 27,28% de toda celulose exportada pelo Brasil.

Projetado para ser um dos terminais portuários mais modernos do mundo, o empreendimento representa um investimento de R$ 500 milhões e tem a capacidade nominal de escoamento de 3 milhões de toneladas de celulose por ano, três vezes mais do que a companhia operava em seu antigo terminal em Santos.

Com uma área de 53 mil metros quadrados, a construção do terminal teve início em janeiro de 2022, envolvendo mais de 500 pessoas. O terminal tem capacidade para armazenar até 150 mil toneladas de celulose e comporta até 72 vagões, além de possibilitar o embarque de até dois navios simultaneamente.

A chegada da celulose se dará por meios rodoviário e ferroviário, proporcionando à companhia um novo patamar de competitividade logística. Agora, a empresa tem capacidade para receber cargas tanto de caminhões quanto de composições de trem.

Para o Presidente da Eldorado Brasil, Carmine De Siervi, a inauguração do Terminal Portuário reflete a capacidade da empresa em manter sempre o foco no crescimento sustentável dos negócios. “A inauguração deste novo terminal é reflexo do nosso compromisso com a excelência operacional e sustentável e prepara a Eldorado para o futuro, atendendo a demanda de forma mais ágil e eficiente”, pontua. A Eldorado Brasil exporta celulose para 40 países.

João Prestes, Comunicação Semadesc
*com informações da Eldorado
Foto de capa: Divulgação/Eldorado
Galeria 1: Guilherme Pimentel
Galeria 2: Mairinco de Pauda