segunda-feira, 11/12/2023

MS é destaque nacional no incentivo a uso de combustível mais sustentável

As políticas públicas tributárias de Mato Grosso do Sul para estimular a conversão de veículos ao GNV (Gás Natural Veicular) são destaque nacional. A Abegás (Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado) destacou a abrangência do pacote de incentivos feito pelo governador Eduardo Riedel.

A Política de Incentivo ao uso do GNV, lançada em junho pelo Governo do Estado (depois de aprovada pela Assembleia Legislativa), implementa uma redução de 17% para 12% no ICMS para expansão da rede de GNV. Um dos destaques do pacote é a isenção total do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para veículos que utilizam o GNV e a isenção de taxas de vistoria e documentação cobradas pelo Detran-MS e das taxas de serviço no processo de conversão dos veículos. Também haverá um vale-combustível de R$ 1 mil para as novas conversões”, afirma a publicação.

Com a iniciativa, Mato Grosso do Sul passa a ser o quinto estado do País a estabelecer algum tipo de incentivo tributário no IPVA para estimular o GNV. Também estão na lista Rio de Janeiro, Alagoas, Paraná e Minas Gerais.

Eduardo Riedel lançou pacote de incentivos ao GNV

Durante o lançamento do pacote de incentivos, o governador Eduardo Riedel explicou que o objetivo era estimular novas fontes de combustível para utilização nos veículos, mais limpas e sustentáveis, juntando economia e desenvolvimento com cuidado e preservação do meio ambiente.

“Se trata de um programa transversal, com medidas de incentivo ao GNV seguindo nossa política de ser um Estado com menos emissão de carbono. O resultado é o bem-estar da nossa sociedade, juntando o lado ambiental e econômico, mas que também atende o social, contribuindo principalmente com os motoristas de aplicativo”, disse o governador, na ocasião.

Na entrevista à Abegás, o diretor-presidente da MSGÁS (Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul), Rui Pires do Santos, afirma que as isenções lançadas pelo Governo do Estado e aprovadas pela Assembleia devem beneficiar 7 mil motoristas no Estado. 

“O Governo do Estado estima que com esta política de incentivos possa existir a conversão de mil veículos somente em Campo Grande, podendo assim aumentar o consumo em 100% de GNV, passando de 270 mil/mês para 540 mil metros cúbicos. Para se ter uma ideia, com as isenções, a economia por veículo será de R$ 686,34”, diz o presidente da MSGÁS.

Confira a publicação da Abegás aqui

Paulo Fernandes, Comunicação do Governo de MS

Fotos: Saul Schramm

Mais Populares

Notícias Relacionadas