quinta-feira, 23/05/2024
Internos do regime semiaberto atuam na reforma de escola pública em Indubrasil

Reeducandos do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira (CPAIG) atuam na reforma da EE Prof. Ulisses Serra, a 14ª unidade escolar da REE (Rede Estadual de Ensino), localizada em Indubrasil, o núcleo industrial de Campo Grande. A escola está sendo totalmente reestruturada por meio do trabalho dos internos, como parte do projeto “Revitalizando a Educação com Liberdade”.

Ao todo, 20 internos do regime semiaberto de Campo Grande trabalham na reforma de toda a parte elétrica, hidráulica, pintura, além da instalação de coberturas em pontos específicos, construção de uma biblioteca, instalação de grades na quadra esportiva, jardinagem, iluminação, entre outros serviços.

A previsão é que sejam investidos R$ 750 mil no custeio de todo o material necessário para a obra. Esse recurso é arrecadado com o desconto de 10% dos salários dos detentos que trabalham via convênio realizado com a 2ª Vara de Execução Penal, na Capital. 

A obra vai beneficiar 850 alunos do ensino fundamental e médio

“Uma restruturação também está sendo realizada, como por exemplo, a mudança de um dos portões de acesso à escola que agora será direcionado a um bicicletário. Construímos uma sala de professores nova e uma biblioteca, entre inúmeras outras mudanças. Realmente é uma transformação geral na escola, acredito que vai beneficiar a todos”, disse o policial penal Sandro Roberto dos Santos, coordenador do serviço.

O projeto é realizado pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), em parceria com o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Conselho da Comunidade de Campo Grande e a SED (Secretaria Estadual de Educação). A obra teve início em novembro de 2022 e deve ser concluída em março deste ano.

Aos internos que trabalham no “Revitalizando a Educação com Liberdade” é garantida remição de um dia na pena a cada três trabalhados, além de um salário mínimo custeado pela Secretaria de Educação. Além disso, recebem instrução e qualificação profissional pelo Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

Além da reforma, escola terá uma nova biblioteca para a comunidade escolar

O reeducando Jefferson Teixeira de Souza, 31 anos, que cumpre pena há dois anos, garante que essa iniciativa representa uma oportunidade dentro e fora da prisão. “Senti melhorias no meu pensamento e comportamento. Sinto que não sou a mesma pessoa de antes. Me capacitei em uma área boa de trabalho, além de ser uma forma de ter um vínculo saudável com a sociedade”, revelou o interno que se especializou em pintura predial e consegue ajudar seus dois filhos.

O diretor da escola, Edivaldo Luís Camargo, explica que a obra é muito importante, pois é realizada em uma instituição de ensino referência na região, e vai beneficiar a todos com um prédio reformado, agradável e com muitas benfeitorias estruturais para melhor receber a comunidade escolar. “Sem contar a construção da nossa biblioteca, um sonho antigo, que se concretizará, propiciando aos alunos e professores um espaço adequado de leitura e pesquisa”.

Atualmente, a EE Prof. Ulisses Serra atende aproximadamente 850 alunos matriculados no ensino fundamental e no ensino médio. Por estar localizada no distrito de Indubrasil, é a única escola estadual de Campo Grande que atende alunos do 1° ao 5° ano, por conta da região onde está instalada e por não haver escola municipal próxima para atender os estudantes do ensino fundamental I.

Tatyane Santinoni, Agepen

Fotos: Agepen / Divulgação