domingo, 16/06/2024

Merenda é servida a alunos de cursos técnicos integrados de Dourados, Naviraí e Nova Andradina nos intervalos das aulas

Essa segunda-feira, 10 de abril, marcou a história de três campi do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). Pela primeira vez, estudantes de cursos técnicos integrados, incluindo os alunos da Educação de Jovens e Adultos (Proeja), de Dourados, Naviraí e Nova Andradina receberam gratuitamente alimentação escolar.

Em Nova Andradina, a merenda do primeiro dia foi composta por chipa, leite e fruta, servida a 450 estudantes do técnico integrado em Informática, Agropecuária e Zootecnia, nas duas unidades do IFMS onde há oferta dos cursos – no refeitório do próprio campus e no pátio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). São dois horários disponibilizados, um matutino e outro vespertino.

“O benefício da merenda escolar foi visado pelos alunos por muito tempo. Fico imensamente grata pela oferta, e parabenizo ao IFMS por tamanha dedicação à nossa permanência na instituição. Acredito que a alimentação escolar seja uma melhora para nós e um incentivo para continuar na instituição”, aponta a estudante Flavia de Morais, 16 anos, do terceiro ano do curso técnico em Informática.

O combate à evasão e sucesso dos estudantes em seu itinerário formativo também são pontos ressaltados pelo diretor-geral da unidade, Claudio Sanavria.

“A permanência e êxito dos estudantes é o maior desafio do IFMS e toda ação de assistência estudantil é importante para que possamos tratar a questão. A alimentação escolar é um tema que sempre permeou esse processo e esperamos que essa primeira ação tenha efetivos resultados em Nova Andradina”.

A contratação de empresa que serve a merenda fria (que não demanda cozimento) foi feita após realização de licitação na modalidade pregão eletrônico. O contrato, assinado na última quinta-feira, 6, tem vigência por 12 meses, podendo ser prorrogado por interesse das partes até o limite de 60 meses.

O valor total do contrato é de R$ 947 mil, recurso proveniente da Assistência Estudantil, e será executado conforme consumo, portanto, os valores e quantitativos são estimativos.


Cerca de 450 estudantes de Nova Andradina recebem a alimentação – Foto: Campus Nova Andradina

Dourados – No campus, cerca de 600 estudantes são atendidos com a merenda fria a partir de agora. Eles são dos cursos técnicos integrados em Informática para Internet e Administração.

O cardápio do primeiro dia foi pão com manteiga, banana e leite com achocolatado. A merenda é servida na área de convivência do campus, nos intervalos das aulas nos três turnos: matutino (9h15), vespertino (15h15) e noturno (20h15).

“Foi uma ótima conquista para todos nós, pois a alimentação escolar é muito necessária. Gostamos da merenda servida ontem aqui, creio que vai melhorar a vida de muitos, pois nem todos os alunos têm condição de comprar alguma coisa pra se alimentar durante o dia”, opinou Raiane de Jesus, 17, estudante do curso de Informática para Internet.

O diretor-geral do Campus Dourados, Carlos Vinícius Figueiredo, aponta que a oferta cumpre um objetivo institucional.

“A oferta de merenda fria materializa o compromisso estabelecido no macro-objetivo nº 3 do nosso PDI [Plano de Desenvolvimento Institucional]. É uma importante ação e tenho certeza de que refletirá na permanência e no êxito dos nossos estudantes, uma vez que nós atendemos um grande número de alunos em situação de vulnerabilidade social”, ressalta.

De acordo com o gestor, o entendimento é de que esse processo, que ora está estabelecido temporariamente até o final do ano, possa ser incorporado no campus para que a oferta continue em 2024. “Queremos produzir os alimentos aqui dentro do IFMS, a exemplo do que está sendo feito nos campi Aquidauana e Corumbá, que são os nossos mentores nessa ação”, finaliza o gestor.

O contrato com a empresa para oferta da merenda tem valor estimado em R$ 1.137.400,00, pelo prazo inicial de um ano.


Em Dourados, são 600 estudantes atendidos com a merenda – Foto: Campus Dourados

Naviraí – Nesta segunda-feira, torta salgada, chá mate e maçã foram servidos a cerca de 500 estudantes matriculados nos cursos técnicos integrados em Agricultura, Informática para a Internet e Manutenção e Suporte em Informática do Campus Naviraí, nos horários de intervalo matutino (9h15) e noturno (20h20), com a ajuda de um grupo de servidores do campus.

Estela da Cruz, 19, do segundo ano do curso técnico em Agricultura, resume o sentimento do corpo discente do campus. “A merenda do primeiro dia foi uma delícia, feita com muito carinho, tenho certeza! E facilita muito para nós, estudantes, porque estávamos tendo muitos gastos comprando lanche ou marmita. Estamos muito felizes que agora temos uma refeição”.

A oferta da alimentação escolar no campus se tornou realidade por um processo diferente dos demais, já que a unidade é o única que ainda não está em sede definitiva.

O campus provisório, localizado no Bairro Boa Vista, é compartilhado com uma escola estadual. A cessão parcial do prédio é por meio de uma parceria com a Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul (SED/MS).

A parceria também ocorre por meio de um Termo de Cooperação Técnica para oferta de merenda conjunta a partir de agora, com o compartilhamento do espaço da cozinha e mão de obra, e do uso do cardápio do Programa Cheff Escolar.

Para viabilizar a alimentação escolar, o Campus Naviraí também realizou contratação de cozinheira e auxiliar de cozinha.

“O processo de planejamento, organização e compra de equipamentos e utensílios para fornecimento da merenda iniciou em 2019, de acordo com o orçamento disponível no campus. Mesmo durante a pandemia, os processos não pararam, foram 14 ao todo! Portanto, o dia de hoje é a culminância de um esforço conjunto de vários servidores, muitas reuniões e comissões, uma data para ser lembrada! Temos certeza de que isso ampliará a permanência e resultará no êxito dos nossos estudantes”, comemorou o diretor-geral Matheus Castro.

Os recursos, inicialmente, advêm do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), com complementação de fomento da Assistência Estudantil.

Outros campi – Atualmente, outros quatro campi do IFMS ofertam alimentação escolar. Em Três Lagoas, são em torno de 600 estudantes atendidos desde o final de março. O investimento total é de R$ 1,1 milhão, com vigência de um ano.

Na Capital, os lanches começaram a ser servidos no último dia 13 para 1,1 mil estudantes dos cursos técnicos integrados ao ensino médio. 

O Campus Corumbá, que em maio de 2019 implantou um projeto-piloto para oferecer alimentos gratuitamente aos estudantes, neste ano passou a ofertar 300 refeições diárias da chamada ‘merenda quente’, preparada em cozinha própria.

Em Aquidauana, os estudantes recebem ‘merenda fria’ – como pães, bolachas, bolos e vitaminas – desde outubro de 2019. A montagem da cozinha e a aquisição de insumos também foram realizadas com recursos próprios do campus.