domingo, 16/06/2024

09/07/23

São Paulo, com o apoio de Campo Grande e as guarnições militares do Sul de Mato Grosso (à exceção de Corumbá e Ladário) inicia a guerra civil brasileira contra o governo provisório de Getúlio Vargas, que chegou ao poder com a revolução de 30. A revolução paulista, como ficou conhecida, teve o comando militar do general Bertoldo Klinger, às vésperas reformado e substituído do comando da Circunscrição Militar de Mato Grosso, em Campo Grande pelo coronel Oscar Paiva. O Estado passou a ter dualidade de poder, ao Norte um governo legalista à frente Leônidas Antero de Matos e ao Sul, governo revolucionário, exercido pelo médico Vespasiano Barbosa Martins.

O movimento fracassou porque Minas Gerais e Rio Grande do Sul que haviam prometido aderir, na última hora, decidiram apoiar Getúlio Vargas.

FONTE: Stanley Hilton, 1932 A guerra civil brasileira, Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1982, página 73. Demosthenes Martins, História de Mato Grosso, edição do autor, sd., página 107.