quarta-feira, 21/02/2024

HISTORIA! Aconteceu em 3 de maio de 1876: Números oficiais mostram que Mato Grosso tem 7064 escravos

Em sua mensagem à Assembleia Legislativa provincial, o governador de Mato Grosso, Hermes da Fonseca, que na República chegou à Presidente do Brasil, após relatar os esforços do governo para indenizar proprietários de escravos que os libertarem, nos termos do decreto-lei 5135 de 13 de novembro de 1872, apresentou dados estatísticos mostrando uma população de 7.064 escravos no Estado de Mato Grosso. A maioria, mais de 15.000, está concentrada em Cuiabá. Nos municípios do Sul, há registro de escravos nos municípios de Corumbá (179), Miranda (178) e Paranaíba (102).

Na mensagem o governador dá conta de haver mandado a esses municípios, mais Poconé, Diamantino, São Luiz de Cáceres e Mato Grosso ao Norte, a quantia de pouco menos de 20 contos de réis para auxiliar na indenização para liberdade de negros escravos. Desse total, 3 contos de réis são da arrecadação de uma loteria extraída pelo governo, especialmente para esta finalidade.


FONTEMensagem do governo do Estado à Assembleia Legislativa provincial, Cuiabá, 1876, página 42.