quarta-feira, 21/02/2024

HISTORIA! Aconteceu em 26 de julho de 1974 – Deputado é assassinado em Chapada dos Guimarães

26/07/23

Aos 45 anos é assassinado em Chapada dos Guimarães, o deputado federal Emanuel Pinheiro (Arena-MT). Sua morte teve repercussão nacional:

“Foi assassinado hoje por volta das 13 horas, nesta cidade, o deputado federal Emanuel Pinheiro com seis tiros, pelas costas. O assassino, João Lopes, esposo da ex-prefeita de Chapada dos Guimarães, entregou-se às autoridades, sendo imediatamente recolhido à penitenciária local e, após transferido para Cuiabá. Nada foi revelado sobre os motivos que levaram o homicida a cometer o bárbaro crime.

Com o assassinato do deputado Emanuel Pinheiro assumirá a vaga na Câmara dos Deputados, o suplente arenista Edyl Ferraz.

O deputado Emanuel Pinheiro foi nas últimas eleições o quarto deputado federal mais votado, com 21 mil votos. Os três outros foram Garcia Neto com 32 mil votos, Ubaldo Barém com 23 mil votos e Marcílio Lima, com 22 mil votos.

O deputado assassinado na cidade de Chapada dos Guimarães, nasceu na capital do Estado, Cuiabá, no ano de 1929. No próximo dia primeiro de agosto deveria completar 45 anos de idade. Exerceu em Mato Grosso as profissões de advogado e professor e o cargo de procurador.

Emanuel Pinheiro deixa viúva a sra. Maria Helena Freitas Pinheiro e órfãos: Helena Maria, Marco Antonio, Marco Túlio, Emanuel Júnior e Marco Polo.

CARREIRA

A vida pública do deputado Emanuel Pinheiro foi marcada pelos seguintes fatos, depois de ter exercido durante vários anos o cargo de arquivista da prefeitura de Cuiabá, foi eleito deputado estadual por duas legislaturas de 1963 a 1967 e de 1967 a 1971, tendo nesta segunda legislatura exercido as funções de presidente da Assembleia Legislativa em 1970 – novembro – foi eleito deputado federal mais votado.

Em Brasília era membro das comissões de Educação e Cultura e do Desenvolvimento da Região Centro-Oeste e suplente da comissão de Constituição e Justiça.

Emanuel Pinheiro tinha dois títulos de cidadania concedidos pelos municípios de N.S. do Livramento e Jaciara, ambos em Mato Grosso”.

FONTE: Correio Braziliense (Brasília) 27 de julho de 1974. 

CLIQUE AQUI E COMPRE O SEU EXEMPLAR