quinta-feira, 23/05/2024
Grupo de idosos da Capital e interior sai da rotina em visita ao Bioparque Pantanal

Olhares atentos a explicação do condutor, celular na mão para capturar cada detalhe dos peixes e alegria em poder visitar o maior aquário de água doce do mundo. Assim foi a terça-feira (7) de grupos de idosos de Campo Grande e do interior de Mato Grosso do Sul que saíram da rotina em uma visita repleta de beleza e conhecimento.

Para Altair Vargas, de 82 anos, conhecido carinhosamente como “Cheiro”, o complexo é um espaço de muita riqueza. Fascinado pela quantidade de peixes, aproximadamente 40 mil, ele contemplou cada tanque e sentiu como se estivesse no fundo do rio. “Aqui é muito lindo, estou encantado com tudo, cada espaço, cada peixe. É maravilhoso”, disse o idoso da casa de repouso Vida Nova, em Campo Grande.

Já a proprietária do local, Rúbia Araujo não conteve a emoção ao ver a alegria do grupo admirado com cada espécie. “Eles sempre fazem passeios, mas hoje está sendo um dia especial, o lugar é exuberante e estão todos encantados”, revelou a mulher que trouxe o grupo de 8 pessoas.

Idosos prestigiam os peixes do Bioparque Pantanal

Quem também não perdeu a oportunidade de conhecer o ponto turístico foram 37 idosos de Rio Negro. O grupo da Academia da Saúde que viajou 144 Km esperou ansioso pelo grande dia após o agendamento da visita.

Quem teve a iniciativa de trazer o grupo foi a profissional de educação física, Sueli dos Santos. Segundo ela os idosos são carentes desse tipo de atividade e sair um pouco da rotina é bom para eles. “Está sendo uma experiência incrível, eles estão felizes, animados e pra mim é gratificante ver isso”, revelou.

Grupo de idosos foi ao Bioparque nesta terça-feira

Com 74 anos de idade, Marinês Vilela Rodrigues disse que já morou no Pantanal, na beira do rio e conhece muitos dos animais que vivem no Bioparque. “Conheço muitos, jacarés, peixes, já vi de perto. O passeio foi lindo, gostei de tudo e quero voltar novamente”, disse animada.

Para a diretora do empreendimento, Maria Fernanda Balestieri oportunizar que grupos de diferentes públicos conheçam as espécies de animais do circuito de aquário é uma forma de expandir informação e conhecimento. “Não é apenas um passeio, é uma aula sobre diferentes biomas, uma contemplação associada ao saber”.

Nas terças-feiras o Bioparque Pantanal recebe visitas de instituições. O agendamento dos passeios é feito pelo site oficial para passeios na semana subsequente e a entrada é gratuita.

Rosana Lemes/Bioparque Pantanal
Fotos: Eduardo Coutinho