sexta-feira, 24/05/2024
Governo de MS apoia seminário do comitê paralímpico para preparar profissionais do esporte

Com intuito de promover através do esporte, a inclusão social e autonomia às pessoas com deficiência física, o Governo do Estado por meio da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), é parceiro do CIB (Comitê Paralímpico Brasileiro), na realização Seminário Presencial Modalidades Paralímpicas – Centro de Referência Campo Grande, que teve início na noite de sexta-feira (24), e vai até este sábado (25), no campus da UFMS. 

“O esporte paralímpico brasileiro é um trabalho de referência, eu considero Mato Grosso do Sul um trabalho de referência, tenho muito orgulho desses profissionais que estão aqui, das entidades que fazem um trabalho brilhante. Nós sabemos que temos muitos desafios e um deles é universalizar o acesso ao paradesporto. E com essas parcerias sendo construídas com toda certeza vamos avançar muito mais”, destaca o Secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania, Marcelo Miranda, pasta a qual a Fundesporte é vinculada.

Durante a cerimônia de abertura, o diretor-presidente da Fundesporte, Herculano Borges, ressaltou a importância de o Mato Grosso do Sul sediar um evento como esse, destacando o esporte como um dos pilares para a inclusão social de pessoas com deficiência.

“O nosso Estado tem essa preocupação com a inclusão, e a gente sabe que quando uma pessoa pratica uma atividade física, uma pessoa que tem algum tipo de deficiência, ela começa a testemunhar uma transformação, a ter mais qualidade de vida. E com esse encontro queremos proporcionar a capacitação para os profissionais, trazendo informações para que nosso Estado continue sendo referência e possa cada dia mais conquistar lugar de destaque no cenário nacional”, finaliza. 

Professor Felipe Lopes em palestra

Os Centros de Referência fazem parte do Plano Estratégico do CPB, elaborado em 2017 e revisitado em 2021, e têm o objetivo de aproveitar espaços esportivos em estados de todas as regiões do país para oferecer modalidades paralímpicas, desde a iniciação até o alto rendimento.

Para a Subsecretária de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência, a realização do seminário com o tema modalidades paralímpicas é importante para que a população conheça e divulgue o debate sobre essa categoria no Mato Grosso do Sul.

“Nós temos diversas modalidades e diversas deficiências. O Estado precisa expandir o paradesporto em todos os municípios, essa é uma iniciativa fundamental para que o trabalho seja democratizado. O paradesporto para as pessoas com deficiência pode servir como processo de reabilitação, inclusão social e de garantia de direitos”, ressalta a Subsecretária.

Na sequência do evento, o professor Filipe Lopes Barboza, falou sobre os programas e projetos do Comitê Paralímpico Brasileiro que atua para engajar e capacitar o maior número possível de profissionais para difundir a atividade esportiva entre as pessoas com deficiência, além da palestra com a professora Drª Mariana Salermo, que abordou o “Paradesporto: espaços de atuação e responsabilidade”. 

Participaram da cerimônia de abertura do evento profissionais ligados ao esporte e representantes de associações e entidades com trabalho desenvolvido em prol das pessoas com deficiência no Mato Grosso do Sul.

Comunicação Setessc
Fotos: Divulgação