sábado, 15/06/2024
Em dois dias, ação social nas aldeias de Dourados fez mais de 200 RGs e aplicou mais de 150 vacinas

As equipes do Instituto de Identificação da Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) superaram a marca de 200 novas cédulas de identidade RG emitidas para os indígenas que participam da ação social realizada pelo Governo de Mato Grosso do Sul nas aldeias de Dourados.

Desde a tarde de segunda-feira (20) quando o programa foi lançado no Município, envolvendo todas as forças de segurança do Estado, formaram-se filas na escola Francisco Meireles, onde a equipe instalou a base da Sejusp para atendimentos. “Vim fazer o RG das meninas, muito bom isso aqui”, definiu moradora da aldeia Jaguapiru, lamentando apenas que o marido não vai poder trocar o documento desta vez, porque encontra-se em trabalho de colheita da safra fora da cidade.

Helicóptero do DOF participa da ação

A titular da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), delegada Ana Cláudia, disse que durante a ação social está sendo possível agilizar registros de ocorrências e oitivas, principalmente de situações que envolvem violência doméstica e sexual no interior das aldeias. “Ao mesmo tempo, a gente promove maior aproximação com essas famílias”, afirmou.

Entre as pessoas que procuram pela regularização da documentação civil, há casos de quem deseja substituir o Rani (Registro Administrativo de Nascimento de Indígena), papel onde servidores da Funai lavram o nascimento das pessoas e que serve como uma espécie de protocolo para a emissão do Registro Civil. Também há muitos adultos que buscam pela primeira via do RG, mas predomina a substituição do documento pela segunda via. Mais de 150 doses de vacinas foram aplicadas em dois dias.

Durante a ação social, moradores vão receber, até o meio-dia desta sexta-feira (24), atendimento para atualização da carteira de vacinação, palestras educativas e outros serviços. Uma carreta da PRF, equipada com um auditório e estrutura de som e imagem, é o ponto focal da ação, servindo como apoio para os eventos na área da Missão Evangélica Caiuá, na aldeia Jaguapiru. Um ônibus da Prefeitura de Dourados ajuda no deslocamento de indígenas das proximidades até o local de atendimento.

Carreta da PRF com auditório e estrutura com som e imagem 

Texto: Clóvis de Oliveira

Fotos: Victor Alexandre