domingo, 10/12/2023

Em Brasília, secretário de Segurança trata de redução de crimes, diminuição de custos e saúde mental dos policiais

O titular da Sejusp, Antonio Carlos Videira, participa esta semana, em Brasília, da 87ª Reunião Ordinária do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (Consesp), que reúne os titulares das Secretarias de Segurança de todo o país. Na manhã de hoje (17), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, se reuniu com os secretários.

No encontro, Flávio Dino disse que para o êxito das ações de segurança pública é preciso haver um estreitamento de laços entre os estados e o Governo Federal. “Temos procurado formular ideias que tenham um alcance estratégico, que seja ao mesmo tempo tático operacional, que precisam ser vinculadas a ações cotidianas práticas, como o combate ao tráfico de drogas, descapitalização das organizações criminosas, mas isso exige a cooperação federativa”, disse.

Para o presidente do Consesp, Sandro Caron, que também é secretário de segurança pública do Rio Grande do Sul, a integração entre os órgãos está fortalecida e é preciso que essa aproximação seja usada para fortalecer a inteligência estratégica das forças de segurança.

Outro assunto tratado no encontro nacional de secretários foi a redução das mortes violentas intencionais. O ministro da Justiça e Segurança Pública lembrou que nos primeiros seis meses desse ano houve uma redução de 3,4% nas mortes violentas no Brasil, número que segundo ele é 3 vezes maior que o registrado em 2022, quando a queda nos assassinatos foi de 1%.

O secretário de Segurança Pública do Estado, Antonio Carlos Videira, lembrou que Mato Grosso do Sul foi um dos estados que contribuiu para a diminuição de mortes violentas em nível nacional, uma vez que em números absolutos, os homicídios registraram queda de 8,3% no estado.

Videira tratou ainda em Brasília da redução de custos para a aquisição de equipamentos e veículos para as forças de segurança, a partir da adesão à atas nacionais de registro de preços. “Nós temos usado bastante essas atas, o que permitiu ampliar o reaparelhamento da segurança pública do estado”, lembrou.

Saúde mental

Outra preocupação, tanto dos secretários como da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), discutida na reunião, foi a saúde mental dos policiais e servidores da segurança pública como um todo. “Estamos implantando programas voltados para isso e vamos discutir com os secretários modelos que possam receber investimentos, inicialmente de 100 milhões de reais para o Brasil todo e, que além disso receberá ainda 100 milhões dos estados como um todo, para serem aplicados na saúde mental e valorização profissional”, afirmou o secretário Nacional de Segurança Pública, Tadeu Alencar.

Mato Grosso do Sul tem vários programas voltados para a saúde mental dos policiais. Um deles é o Centro de Atenção Biopsicossocial da Sejusp, criado com o objetivo de oferecer apoio a todos os profissionais da segurança pública de MS, visando a melhoria da qualidade de vida do servidor.

Outros assuntos

Na pauta de discussões estiveram ainda assuntos importantes como a integração entre os estados para o combate ao crime organizado, alterações na legislação, enfrentamento da violência contra a mulher, inteligência, saúde dos profissionais da segurança, experiências e práticas exitosas na área da segurança pública.

A reunião foi aberta ontem (16), no auditório do Tribunal de Contas da União (TCU), em Brasília, pelo secretário nacional de Segurança Pública, Tadeu Alencar, que apresentou ações para o enfrentamento às facções criminosas e os feminicídios. O encerramento acontece nesta quinta-feira (17), no Ministério da Justiça e Segurança Pública, com a presença do ministro Flávio Dino.

Sobre o Consesp

O Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública foi formado em abril de 2003, durante a realização do Encontro Nacional de Secretários de Segurança Pública. O Consesp oferece às secretarias estaduais informações que possam servir de base na formulação de diretrizes e metas em Segurança Pública e divulga ações de sucesso dos estados que possam ser aplicadas por outras unidades da federação. Alinhar as políticas públicas de segurança é o principal objetivo das reuniões.

Joelma Belchior, Comunicação Sejusp
Foto: Divulgação Sejusp

Mais Populares

Notícias Relacionadas