quarta-feira, 19/06/2024
Contrato de Gestão da Casa Civil com Governo de MS tem 89% das metas executadas

Avançar na execução das metas estabelecidas pelo Governo do Estado no Contrato de Gestão assinado com a Casa Civil para alcançar a excelência nas entregas. Essa foi a tônica na reunião de monitoramento das tarefas estabelecidas pelo governador Eduardo Riedel.

Segundo o secretário-adjunto Flávio Brito, a Casa Civil está trabalhando em todo planejamento para finalizar 2023 com as etapas cumpridas dentro dos prazos determinados. “Estamos atuando no atendimento das metas de 2023 e já vislumbrando algumas ações que podem ser inseridas num projeto futuro”, explicou Flávio.

Na Casa Civil, três projetos foram firmados no documento assinado entre o governador Eduardo Riedel com o secretário Eduardo Rocha: fortalecer a estrutura de atuação no Distrito Federal; sistematização de gerenciamento da execução das emendas federais; e alinhamento político interinstitucional – todos com a média de 89% de execução.

Na reunião desta segunda-feira (20), o secretário-executivo de Gestão Estratégica e Municipalismo, Thaner Castro Nogueira, disse que o nível de execução das metas da Casa Civil  está positivo e ainda destacou os avanços que alguns projetos vão gerar para a gestão pública. “É importante ressaltar a importância de alguns planos da Casa Civil, como o da sistematização dos processos das emendas parlamentares que dará mais celeridade como também a possibilidade de acompanhamento da execução tanto por parte do Governo como também dos deputados”, afirmou Thaner.

A secretaria também está com o Portfólio de Ações para Emendas Parlamentares 2024 já concluído. O documento contém projetos e ações do Governo do Estado que podem receber recursos das emendas parlamentares indicadas pelos deputados estaduais, como também da bancada federal. “Esse portfólio é uma espécie de catálogo de assuntos importantes nas mais diversas áreas de atuação da gestão pública”, disse Édio Viegas, superintendente das Emendas Parlamentares da Casa Civil.

A ordem na secretaria é focar nas entregas para concluir o ano com o dever de casa realizado. “Estamos debruçados no atendimento às metas que o governador Eduardo Riedel colocou para a Casa Civil. Essa é uma palavra de ordem dentro da secretaria e uma determinação do secretário Eduardo Rocha”, completou o secretário-adjunto Flávio Brito.

Na ocasião da assinatura do documento, em maio deste ano, o secretário Eduardo Rocha  considerou a ação de extrema importância porque define papéis, metas e projetos que cada secretário deve ter como objetivo a ser alcançado ao longo do ano. “Uma gestão programada e organizada, assim como está sendo feito no Governo do Eduardo Riedel, tem maior potencial para se chegar ao sucesso”, disse Eduardo Rocha.

Beatricce Bruno, Casa Civil
Renata Brum, SEGEM 

Foto: Max Arantes