Campo Grande-MS
terça-feira, 23/07/2024
Com Rota Bioceânica protagonista, infraestrutura de MS é impulsionada por investimentos

Que Mato Grosso do Sul possui potencial para se tornar um grande hub logístico do Mercosul devido a sua posição entre grandes centros brasileiros e os países parceiros não é novidade, contudo agora a projeção deixa de ser apenas algo futuro para se tornar uma realidade do presente com o aporte de investimentos significativos em infraestrutura.

A protagonista desse salto na área é a Rota Bioceânica, projeto que está em execução e deve mudar a lógica geopolítica e econômica sul-americana, ampliando o comércio, indústria, turismo e outros setores, ligando o Brasil aos portos no norte do Chile – rota de acesso mais curta e barata aos mercados asiáticos, atual grande filão da economia.

Contudo, o desenvolvimento de tal rota demanda investimentos de grande porte que vão desde a construção de ponte sobre o rio Paraguai (já em execução), entre Porto Murtinho e a paraguaia Carmelo Peralta, até a qualificação das rodovias já existentes no Estado. O tema foi tratado durante o MS Day, nesta terça-feira (1º), em São Paulo (SP).

“São investimentos absolutamente essenciais para esse processo que estamos vivendo, um momento de crescimento e desenvolvimento. Boa parte deles foram confirmados e serão anunciados no próximo dia 11 de agosto”, explica o governador Eduardo Riedel ao comentar a reunião que teve ontem (31) com o ministro da Casa Civil, Rui Costa.

O presidente Lula foi convidado para participar do evento pela ministra Simone Tebet, mas ainda não há confirmação da presença do chefe do Executivo nacional no evento. “É um volume considerável de investimentos transformadores e necessários. O Governo Federal assume essa responsabilidade, até por serem ativos federais em sua maioria. É importante essa visão da União em investimento em infraestrutura”, conclui Riedel.

A ministra do Planejamento, Simone Tebet, também esteve presente no MS Day e adiantou que reforçaria o convite a Lula em agenda com ele nesta tarde. “Muitas obras para o Mato Grosso do Sul serão anunciadas, no momento certo, especificamente no dia 11 de agosto. São obras estruturantes, relevantes, de valores significativos. Eu ouso dizer que é provavelmente um dos maiores investimentos públicos de um Governo Federal em Mato Grosso do Sul”, revela.

Simone completa contando que mostrou o projeto para o presidente, o deixando impactado ao saber que a ponte será estaiada. “Dissemos que é uma ponte de mais de 650 metros, que significa que precisa de uma grande estrutura”, diz Simone, acrescentando que a Rota Bioceânica que tem Mato Grosso do Sul como centro deve ser atenção especial por ser a primeira e, tendo sucesso, pode ser o carro-chefe para outras rotas em outras regiões do país.

MS Day

A Rota Bioceânica é um dos eixos temáticos abordados durante o MS Day, realizado pelo Governo do Mato Grosso do Sul em parceria com a Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul), na sede da CNI (Confederação Nacional da Indústria), em São Paulo (SP).

Entre os objetivos do encontro, está o de apresentar as potencialidades do Estado para diferentes segmentos empresariais do País. Ao longo desta terça-feira, empresários de diversos setores terão a oportunidade de conhecer de perto indicadores, programas, projetos e obter mais informações decisivas à atração e tomada de decisão na dinâmica do capital privado.

Nyelder Rodrigues e Natalia Yahn, Comunicação Governo de MS
Foto de capa: Saul Schramm
Fotos galeria: Álvaro Rezende

  • Campo Grande, 150 anos de História