sábado, 9/12/2023

Com foco na aprendizagem dos alunos, Grupo de Estudos estimula troca de experiências entre professores da Reme

Campo Grande, 27/06/2023 às 12:47

Voltado aos docentes que lecionam nos 1º e 2º anos da Reme (Rede Estadual de Ensino) de Campo Grande, o Grupo de Estudos de Professores Alfabetizadores (Gepar) foi lançado oficialmente nesta terça-feira (27), na Semed (Secretaria Municipal de Educação).

Conforme a gerente do Ensino Fundamental e Médio da Semed, Ana Ribas, a ação é inédita e a ideia é que professores experientes troquem conhecimentos com professores que começaram há pouco tempo na Reme. “O grupo vai funcionar no horário de planejamento e de forma horizontal, numa posição colegiada para ouvir as necessidades deles e proporcionar esse espaço para que haja a troca de experiências”.

“Essa é mais uma das ações voltadas à aprendizagem dos alunos. O grupo servirá como uma reflexão da alfabetização e letramento de aproximadamente 800 professores que atuam nessas turmas”, explica a superintendente de Políticas Educacionais, Ana Dorsa.

“Cada criança tem sua particularidade e o grupo vai ser muito importante para podermos trocar mais experiências com professores que são alfabetizadores há mais tempo”, considera a professora Lilian Kelly Mendonça, da Escola Municipal Adair de Oliveira, que atua na Reme desde 2020 com alunos do 1º ano.

Geusa Pereira dos Santos atua há 11 anos na Escola Municipal Professora Valdete Rosa da Silva. Segundo ela, o grupo deve ajudar a desenvolver melhor o olhar dos professores que estão começando. “Quanto mais novidades para nos ajudar, melhor será nosso trabalho em sala de aula, principalmente com os alunos que estão no começo da vida”.

Na avaliação da professora Elizena Garcia, alfabetizadora da Escola Municipal Agrícola Barão do Rio Branco, no distrito de Rochedinho, o grupo possibilitará aprendizado também aos educadores. “Eu estou perto de me aposentar, mas sempre aprendo coisas novas. Essa troca vai ser muito evolutiva e quem ganha são os nossos alunos”.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Lucas Henrique Bitencourt, o Gepar potencializa o que cada professor tem de melhor. “Estamos potencializando o que já vem sendo feito, dar outro olhar significativo ao assunto e sempre pensamos nas competências principais, a de leitura e raciocínio lógico”.

 

Mais Populares

Notícias Relacionadas