quinta-feira, 25/04/2024

 Beijing, 12 mar (Xinhua) — A China fez novos avanços no florestamento em 2022, com a área de florestas recém-plantadas totalizando 3,83 milhões de hectares, segundo um relatório divulgado neste domingo.

   O país também restaurou 3,21 milhões de hectares de pastagens degradadas através do plantio de grama em 2022, de acordo com o relatório da Comissão Nacional de  Reflorestamento.

   Após décadas de florestamento, a China criou as maiores florestas plantadas do mundo, com sua taxa de cobertura florestal mais do que dobrando, de 12% no início dos anos 1980 para 24,02% no ano passado.

   De acordo com o relatório, a taxa de cobertura vegetal de pastagens do país subiu para 50,32% em 2022.

   No ano passado, a China também abordou 1,85 milhão de hectares de terras arenosas e pedregosas por meio da melhoria da vegetação.

   O movimento verde do país também faz parte dos esforços da China para cumprir seu compromisso de atingir o pico das emissões de dióxido de carbono até 2030 e alcançar a neutralidade de carbono até 2060, já que as florestas e pastagens são importantes sumidouros de carbono que absorvem e armazenam dióxido de carbono da atmosfera.

   A China celebrou o 45º Dia Nacional do Plantio de Árvores do país no domingo.