sábado, 13/04/2024

Beijing, 17 mar (Xinhua) — Uma equipe de pesquisa da Universidade Tsinghua fez um avanço na condução autônoma, desenvolvendo uma tecnologia que permite aos veículos auto-aprenderem quando dirigem para lidarem com situações desconhecidas, uma inovação que pode resolver as preocupações de segurança da direção autônoma.

   A tecnologia permite melhorias contínuas de desempenho em carros usando os dados coletados durante a condução autônoma, ao contrário do método convencional de treinar carros o máximo possível em vários cenários de direção com antecedência, de acordo com os resultados do estudo publicados na revista Nature Machine Intelligence.

   A tecnologia convencional de direção autônoma é baseada em um algoritmo com mais dados coletados por meio de longos treinamentos em possíveis cenários de condução, em que o carro tem um plano de resposta predefinido em caso de emergência. Portanto, o carro pode não saber como reagir em situações desconhecidas em que não treinou, representando uma ameaça à segurança da condução.

   A equipe de pesquisa avaliou a tecnologia recém-proposta por meio de simulações e testes de estrada, com os resultados mostrando que os carros podem aprender em novas situações. O desempenho melhorou continuamente à medida que a quilometragem de condução e o volume de dados aumentavam, exaltou Cao Zhong, membro da equipe da Universidade Tsinghua.

   A tecnologia foi aplicada em veículos nos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022, destacou Yang Diange, líder da equipe, observando que a nova tecnologia será verificada em larga escala em estradas abertas com vários cenários.

FONTE: XINHUA