terça-feira, 28/05/2024
Campo Grande ultrapassa marca de 2 milhões de doses de vacinas contra a Covid aplicadas

Campo Grande, 07/03/2023 às 09:10

Campo Grande ultrapassou a marca de 2 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 aplicadas. Até o momento, 738.160 pessoas receberam a primeira dose, o que representa 81% de toda a população da Capital.  O  total de campo-grandenses com esquema vacinal  primária completo, ou seja, que tomaram duas doses ou a dose única, é 78%, aproximadamente 706,7  mil pessoas, de acordo com o painel “Vacinômetro”.

Desde do início da campanha de vacinação contra Covid, janeiro de 2021, Campo Grande se destacou como referência nacional e se manteve entre as capitais com maior índice de cobertura vacinal. O planejamento, organização e estratégias adotadas pela Capital desde o início da vacinação fizeram toda a diferença para o êxito do processo.

A capital chegou contar com mais de 80 pontos de imunização espalhados pelas sete regiões urbanas e distritos, incluindo quatro drives (Ayrton Senna, Albano Franco, Cassems e UCDB), três polos (Guanandizão, Seleta e IMPCG), além das unidades de saúde, tendo a capacidade operacional instalada para vacinar até 20 mil pessoas por dia.

De forma pioneira, o município implementou um sistema de identificação prévia para dar mais agilidade no processo de vacinação, o que contribuiu para facilitar o acesso da população. O sistema, inclusive, auxiliou municípios do interior do Estado a organizar a campanha de vacinação e foi reconhecido nacionalmente como exemplo de boas práticas.

Atualmente, a vacinação contra a Covid-19 segue em Campo Grande com todas as doses disponíveis para os públicos estabelecidos no calendário da Sesau. Mais de 50 locais fazem a aplicação das vacinas durante todo o dia. 

Na última semana, a Secretaria de Saúde ampliou os públicos estabelecidos no calendário para vacinação contra a doença. Pessoas de 66 anos já podem receber a vacina bivalente. O reforço também está liberado para  imunocomprometidos, indígenas aldeados e quilombolas com 12 anos ou mais.

Conforme preconizado pelo Ministério da Saúde, para receber  o reforço é necessário estar com o esquema primário completo e ter recebido a última dose há pelo menos quatro meses.

A outra novidade é quanto a vacinação dos bebês. Até então restrita para crianças de seis meses a menores de 1 anos sem comorbidades, à aplicação da Pfizer Baby agora também abrange os menores de 2 anos sem comorbidades (1 ano, 11 meses e 29 dias).

A partir de 2 anos completos a menores de 3 anos à aplicação segue restrita às crianças com comorbidades. O atendimento ao público infantil acontece em apenas 10 unidades referenciadas.

Demais públicos

A vacinação segue disponível para crianças de 03 anos ou mais, bem como aquelas que precisam tomar as doses de reforço.

As doses de reforço devem ser tomadas conforme indicação para cada imunizante e público, seguindo um intervalo de 28 dias a quatro meses, conforme calendário pré-estabelecido pela Sesau.

A aplicação da segunda dose de reforço (quarta dose) está liberada para todas as pessoas com 18 anos ou mais, vacinadas com a terceira dose há pelo menos quatro meses.

Caso haja dúvida sobre a data para aplicação do reforço basta acessar o carteirinha digital disponível no site: vacina.campogrande.ms.gov.br.