segunda-feira, 22/04/2024
Bioparque comemora 1 ano com a realização da I Jornada de Pesquisa e Tecnologia

Um evento repleto de emoções e na presença maçica de estudantes e professores das redes de ensino pública e privada da capital foi realizado nesta terça-feira (28) para comemorar o aniversário de um ano do Bioparque Pantanal, considerado o maior aquário de água doce do planeta e o mais completo e grandioso laboratório de pesquisa da Ictiofauna Neotropical do mundo. A data também marcou o início da I Jornada de Pesquisa e Tecnologia do Bioparque Pantanal, que tem como tema “Sustentáveis, sociais, educacionais e inovação” e acontece até o dia 31.

Ainda durante a cerimônia, foi assinado o protocolo de intenções do “60 + Bioparque Pantanal”, projeto que prevê aulas de inclusão digital para pessoas acima de 60 anos. Segundo o projeto, monitores do Bioparque serão capacitados pelo Sesi/Fiems para ministrar o ensino. As aulas serão gratuitas na biblioteca do espaço, uma vez na semana.

Também foi lançado o “Integra Bioparque: consolidação e geração de pesquisas no Bioparque Pantanal”. A iniciativa, elaborada em parceria com a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), visa fomentar a integração de estudos, por meio da indução de linhas de pesquisa e inovação em tecnologias sociais e sustentáveis, além de impulsionar o conhecimento científico e tecnológico gerado no Bioparque Pantanal.

Representando o governador Eduardo Riedel, o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Pedro Arlei Caravina, celebrou a realização da I Jornada de Pesquisa e Tecnologia do Bioparque Pantanal. “Mais do que um empreendimento de turismo, um dos 50 melhores destinos segundo a revista americana Time, mas também a questão científica, a pesquisa, a educação ambiental. Esse é o grande foco do Bioparque e os números alcançados demonstram que o caminho está correto”, completou o secretário.

Para a diretora-geral do Bioparque Pantanal, Maria Fernanda Balestieri, os números revelam a consolidação do empreendimento. “Nós recebemos visitantes de 91 países, mais de 330 mil pessoas e 47 mil alunos. Além de proporcionar um lugar bonito, estamos agregando conhecimento, pesquisa e conscientização ambiental”, comentou Maria Fernanda.

Foram feitas homenagens a servidores do Bioparque, autoridades, pesquisadores e professores. O diretor Fabiano Francisco Soares, da Escola Estadual Professor Henrique Ciryllo Corrêa, foi um desses homenageados. Muito aplaudido pelo público, o diretor foi responsável pelo primeiro grupo de estudantes que visitaram o Bioparque.

Para a estudante Luciane Costa, de 16 anos, da segunda série do ensino médio, da Escola Padre Franco Delpiano, do bairro Nova Lima, o Bioparque é um espaço para o aprendizado. “É uma maneira de aprender, fora da sala de aula. Eu acho que vai acrescentar bastante. É uma experiência única.”

Inauguração do Centro de Conservação de Peixes Neotropicais

Durante a solenidade, a diretora Maria Fernanda e o secretário Pedro Caravina inauguraram o Centro de Conservação de Peixes Neotropicais. Até o momento, 38 espécies se reproduziram no Bioparque, sendo sete registros de reprodução inéditos para a Ciência e no mundo. Outras seis registros foram únicos no Brasil. Dentre o nascimento de espécies ameaçadas e inéditas destacam-se o cascudo viola e axololote, espécies ameaçadas que nasceram no Bioparque.

O Bioparque

A proposta do espaço aquático é ser orgânico, de experiência e conhecimento para todos. Para alcançar a sua proposta inicial tem atuado de forma transversal com as demais secretarias, instituições de ensino e com a iniciativa privada, por meio de projetos e ações conjuntas, parcerias técnico-científicas e intercâmbios de informações técnicas e boas práticas.

O Bioparque também promove projetos de pesquisas e conservação de espécies, valorizando a saúde e bem-estar animal, a cultura regional, o acolhimento dos visitantes, a inclusão social e a acessibilidade. Os pilares que sustentam as ações e projetos são: Educação Ambiental, Pesquisa, Conservação, Inclusão, Inovação, Cultura e Lazer.

Visitações: A visitação é gratuita e o funcionamento ocorre de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. Aos sábados das 8 às 12h. São ofertadas 2 mil vagas/dia (sendo 1.000 agendadas e 1.000 cadastro presencial – 10% destinado a turistas, 5% a pessoas com deficiência e 5% para idosos).

Números

• 19 mil m² de área construída;
• 5 milhões de litros de água;
• 239 tanques (31 de exposição, 1 de abastecimento, 1 de reuso de descarte de efluentes, 38 na quarentena e 168 voltados exclusivamente à pesquisa e conservação, bioeconomia e sustentabilidade);
• 358 espécies de peixes.
• Desde a abertura ao público recebeu mais de 329 mil visitantes de 91 países diferentes, incluindo todos os estados do Brasil (+ o DF) e de todos os municípios de MS.
• Recebeu a visita de 48 mil alunos, oriundos de mais de 700 escolas públicas e privadas do Estado.
• Conta com mais de 40 projetos de pesquisas em andamento, envolvendo pesquisadores doutores, especialistas, graduados e graduandos, que atuam em seu Núcleo de Pesquisa e Tecnologia (NUPTEC).

Veja a programação completa da I Jordada de Pesquisa e Tecnologia

Terça-feira (28/03)

08:00-09:00 Credenciamento
Entrega de crachás e kits

09:00-10:30 Cerimônia de Abertura
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

Inauguração do CCPN e Circuito Sustentável de Aquaponia (somente autoridades).

10:30-11:00 Coffee break com Apresentação cultural

11:00-12:00 Palestra de Abertura “Arquitetura do Bioparque Pantanal”
Palestrante: Rodrigo Ohtake
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

12:00-14:00 Intervalo para almoço

14:00-15:00 Palestra “Aquários públicos como ferramenta para a Conservação de Peixes Neotropicais”
Palestrante: Me. Heriberto Gimênes Junior (Curador do Bioparque Pantanal)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

15:00-15:30 Coffee break

15:30-17:30 Mesa Redonda: Perspectivas e desafios na gestão de Aquários do Brasil
Diretor Operacional Técnico André Neto do Oceanic Aquarium -SC
Diretora-Geral Maria Fernanda Balestieri Mariano de Souza do Bioparque Pantanal.
Gerente Técnico Rafael Franco do AquaRio – RJ
Diretor Técnico Ricardo Cardoso do Aquário de São Paulo
Mediador: Engenheiro Saulo Carvalho de Siqueira (FIEMS)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

Quarta-feria (29/03)

08:00-09:00 Palestra “A importância da Taxonomia de peixes neotropicais”
Palestrante: Dra. Manoela Maria Ferreira Marinho (UFPB)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

09:00-10:00 Palestra “Taxonomia, Filogenia e Biogeografia de peixes neotropicais”
Palestrante: Dra. Renata Rúbia Ota (UFGD-Dourados)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

09:00-10:00 Lançamento “Alfabeto do Clubinho Pantaneiros”
Me. Hera Luana Luiz – Coordenadora do Núcleo de Educação Ambiental Bioparque Pantanal (NEA)
Atividade lúdica: Aplicação de jogos didáticos
Profa. Sueli Rocha Bonfim (NEA)
Profa. Gláucia Alves da Conceição Canhete Lima (NEA)
Local: Hall Inferior do Bioparque Pantanal

10:00-10:30 Coffee break

10:30-12:00 Mesa Redonda: Biodiversidade e conservação de peixes no Estado de Mato Grosso do Sul
Dra. Manoela Maria Ferreira Marinho (UFPB) Dra. Rafaela Priscila Ota (UFGD-Dourados) Dra. Renata Rúbia Ota (UFGD-Dourados)
Dr. Fernando Cesar Paiva Dagosta (UFGD-Dourados)
Dra. Karina Keyla Tondato de Carvalho (UFMS-Campo Grande) Me. Heriberto Gimênes Junior (Curador do Bioparque Pantanal) Me. Francisco Severo Neto (UFMS-Campo Grande)
Me. Ricardo Rech (UFMS-Campo Grande)
Mediador: Dr. Diego Azevedo Zoccal Garcia (Bioparque Pantanal)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal
12:00-14:00 Intervalo para almoço

14:00-16:00 Mesa Redonda: O cenário da Piscicultura no Estado de Mato Grosso do Sul
Dra. Cristiane Fátima Meldau de Campos Amaral (UEMS-Aquidauana) Dra. Cláucia Aparecida Honorato da Silva (UFGD-Dourados)
Dr. Jayme Aparecido Povh (UFMS-Campo Grande) Diretor-Presidente Simão Brun (Projeto Pacu)
Mediador: Dr. André Luiz Julien Ferraz (UEMS-Aquidauana)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

15:00-15:30 Apresentação do “Projeto Aquaponia”
Público-alvo: Educação Infantil
Engenheiro de Aquicultura Wesley Clóvis Barbieri Mendonça (Bioparque Pantanal)
Local: Circuito Sustentável de Aquaponia – Bioparque Pantanal

16:00-16:30 Coffee break

16:30-17:30 Palestra “Políticas de preservação ambiental no Estado de Mato Grosso do Sul”
Palestrante: Secretário Jaime Elias Verruck (SEMADESC)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

Quinta-feira (30/03)

08:00-09:00 Palestra “Educação ambiental: desafios educativos e sociais”
Palestrante: Dra. Suzete Rosana de Castro Wiziack (UFMS-Campo Grande)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

09:00-10:00 Palestra “Riscos de contaminantes em espécies nativas de peixes no
Pantanal Sul-Mato-Grossense”
Palestrantes: Dra. Alexeia Barufatti (UFGD-Dourados) Dr. Bruno do Amaral Crispim (UFGD-Dourados)
Dra. Lucilene Finoto Viana (UFGD-Dourados)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

10:00-10:30 Coffee break

10:30-12:00 Palestra “Efeitos do fogo na vegetação do Pantanal”
Palestrante: Dr. Geraldo Alves Damasceno Junior (UFMS- Campo Grande)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

12:00-14:00 Intervalo para almoço

14:00-15:00 Palestra “Os impactos positivos do empreendimento na engenharia na
busca por novas tecnologias construtivas”
Palestrantes: Me. Sandra Regina Bertocini (UFMS-Campo Grande) Engenheiro Saulo Carvalho de Siqueira (FIEMS-Campo Grande) Local: Auditório do Bioparque Pantanal

15:00-15:30 Coffee break

15:30-16:30 Palestra “Turismo de Experiência: uma alternativa possível?”
Palestrantes: Dr. Djanires Lageano Neto de Jesus (UEMS-Campo Grande) Dra. Débora Fittipaldi Gonçalves (UEMS-Campo Grande)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal
16:30-17:30 Palestra “Acessibilidade em Empreendimentos Turísticos”
Palestrante: Maria Fernanda Balestieri (Diretora-Geral do Bioparque) e outros.
Local: Auditório do Bioparque Pantanal
Oficina de Ilustração Botânica
Horários
08:00-10:00 e 10:30-12:00
14:00-15:00 e 15:30-17:30
Público-alvo: Público geral
Vagas: 12
Local: Sala de reuniões do Bioparque Pantanal

Sexta-feira (31/03)

Minicursos I e II

Horários: 08:00-10:00 e 10:30-12:00
I – Bem-estar animal aplicado aos peixes: teoria e prática
Público-alvo: Biólogos e aquaristas
Vagas: 12
Local: Sala de reuniões do Bioparque Pantanal

II – Metodologias científicas e práticas laboratoriais – Apresentação Lab-móvel e metodologias científicas
Público-alvo: Professores de Ensino Fundamental II e Ensino Médio
Vagas: 16
Local: Laboratório de Ciências do Bioparque Pantanal

12:00-14:00 Intervalo para almoço

14:00-15:00 Palestra “Metaverso: a inovação tecnológica e suas diversas possibilidades”
Palestrante: Diretor-Regional Rodolpho Caesar Mangialardo (SENAI)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal 15:00-15:30 Coffee break

15:30-16:30 Palestra “Inteligência Artificial em parques de visitação”
Palestrante: Dr. Edson Takashi Matsubara (Laboratório de Inteligência Artificial UFMS-Campo Grande)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

16:30-17:30 Palestra “Visão computacional aplicada a pecuária”
Palestrante: Dr. Hemerson Pistori (UCDB-Campo Grande) Local: Auditório do Bioparque Pantanal

17:30-18:00 Encerramento do Evento
Diretora-Geral Maria Fernanda Balestieri Mariano de Souza (Bioparque Pantanal)
Local: Auditório do Bioparque Pantanal

Oficina de Ilustração Botânica
Horários
08:00-10:00 e 10:30-12:00
14:00-15:00 e 15:30-17:30
Público-alvo: Público geral
Vagas: 12
Local: Sala de reuniões do Bioparque Pantanal.

Foto: Bruno Rezende