sábado, 15/06/2024
Após dois meses de reforma, Emei Aero Rancho é entregue nesta sexta-feira
Foto: Karine Matos

Campo Grande, 17/03/2023 às 12:27

Foram 21 anos de espera até a manhã desta sexta-feira (17). A reforma da Emei (Escola de Educação Infantil) ficou pronta em dois meses, para alegria da comunidade, pais, responsáveis, alunos, professores e da direção da unidade.

As cinco salas de aulas tiveram o piso trocado e o prédio recebeu nova pintura interna e externa, além da revitalização do parquinho. A Emei atende crianças a partir dos 4 meses de vida até os 3 anos.

A prefeita Adriane Lopes relembrou ter recebido, cinco anos atrás, a diretora Elisangela Melo em seu gabinete, ainda quando era vice-prefeita. “Na ocasião, disse à diretora que tudo tem seu tempo. E hoje, estamos aqui entregando a reforma. A nossa prioridade são as crianças, a nossa prioridade é a educação”.

Segundo o secretário de Educação, Lucas Henrique Bittencourt, a reforma levou conforto e alegria para a unidade escolar. “Além disso, a revitalização trouxe um ambiente acolhedor no processo da aprendizagem”.

Conforme a diretora Elisangela, a reforma contribui com o trabalho no dia a dia. “Ter um espaço mais organizado voltado para as crianças, faz toda diferença. Essa revitalização garante um ambiente próspero de ensino para nossos alunos. É um desejo da nossa comunidade há muito tempo”.

A Emei Aero Rancho tem 200 alunos em tempo integral, divididos em oito turmas, sendo berçário, grupo dois e turmas de grupo três.

Pedro Henrique, de 3 anos, é neto da técnica de enfermagem, Jocinalva Ramos de Oliveira e está matriculado na Emei há um ano. A família mora no bairro Centenário, longe da unidade, mas a avó faz questão de levá-lo todos os dias à Emei. Assim, ela comemora a reforma. “Ficou com uma cara ótima, a pintura melhorou o aspecto da escola e eu fico feliz por isso”.

O filho da corretora de imóveis Victória Andreta, Guilherme, de 1 ano e 6 meses, estuda na escola há apenas duas semanas. Ele ainda está na fase de adaptação, mas ela já vê como o filho está se desenvolvendo. “Ele gosta de vir para escola. A gente percebe a evolução, mesmo que em pouco tempo. A reforma deu outro jeito para escola, é bom isso porque a gente entende que estão dando atenção para o local onde nossos filhos estudam”.