sábado, 13/04/2024
Alunos de escolas públicas de Campo Grande aprendem arte da confecção da viola de cocho pantaneira

Alunos de quatro escolas públicas de Campo Grande participaram da oficina que ensinou a confecção da tradicional viola de cocho pantaneira. Tudo repassado e acompanhando de perto pelo mestre cururueiro Sebastião de Souza Brandão.

Na sala de aula o som predominante era o da animação e do chiar das lixas nas pequenas violas de cocho confeccionadas pelos alunos. Depois do objeto bem lixado chegou a hora da personalização, com canetinhas que foram distribuídas aos alunos, que fizeram os mais variados desenhos, considerado o próprio gosto ou emoção do momento. Depois foi a vez das cordas e de brinde o sorriso de dever cumprido inevitável do mestre Sebastião.

Na EM Professor Vanderlei Rosa de Oliveira, no Bairro Novos Estados, em Campo Grande, a oficina foi realizada durante dois dias e deixou alunos e professores encantados. “Nossos alunos que participam da oficina de violão, que aprendem a tocar, participaram da confecção da viola. E foi maravilhoso. O seu Sebastião é muito detalhista, colocou cordas em todas as mini violas feitas pelos alunos”, disse a diretora Lucinele Fernandes de Oliveira. 

O mestre Sebastião se destaca pelo trabalho que desenvolve na produção artesanal da viola de cocho e na difusão das danças populares, como o Cururu, que é reconhecido estadual e nacionalmente. Com experiência em ministrar palestras e oficinas de artesanato, além de habilidade no tratamento da matéria-prima e na confecção das peças, Sebastião tem a criatividade que o caracteriza como artista singular.

Além de artesão habilidoso o mestre é responsável pela difusão dos conhecimentos sobre o patrimônio cultural de Mato Grosso do Sul, ligados à tradição da viola de cocho. As oficinas em escolas da Capital dão oportunidade aos alunos da rede pública de vivência prática das manifestações culturais tradicionais que compõem a identidade cultural do Estado.

A oficina foi oferecida gratuitamente pela FCMS (Fundação de Cultura de MS) em quatro escolas públicas de diferentes regiões da Capital, além da EM Professor Vanderlei Rosa de Oliveira, também aconteceu na EM Professora Oliva Enciso, no Tiradentes, e na EE Amando de Oliveira, na Vila Piratininga. Hoje (24) a oficina será realizada na EM Professora Lenita de Sena Nachif, no Jardim Centro Oeste.

O mestre Sebastião durante oficina na EM Professor Vanderlei Rosa de Oliveira, ensinando a arte da confecção da viola de cocho

O projeto oferece aos alunos de escolas públicas da Capital uma oportunidade de aprofundar seus conhecimentos sobre o artesanato de referência cultural e o patrimônio cultural de MS, além de fomentar a cultura regional e inspirar novos artesãos. A oficina faz parte das ações desenvolvidas pela FCMS durante a Semana do Artesão.

“Eu vou fazer 90 anos, agora tenho meu neto que me ajuda na produção das violas. É preciso deixar alguém para cuidar disso tudo, não deixar a tradição morrer. E cada violinha dessas feita é um pouco da tradição que fica em cada aluno”, afirmou o mestre Sebastião.

Ana Paula Ostapenko, FCMS e Natalia Yahn, Comunicação Governo de MS

Fotos: Daniel Reino